Bolsa Família de R$300 a R$600 foi cancelado? Aprenda a contestar decisão do governo

O Bolsa Família de R$300 e R$600 foi a única ajuda recebida por muitos brasileiros para enfrentar a crise econômica gerada pela pandemia de Covid-19. Porém, alguns beneficiários tiveram o pagamento cancelado, sendo apresentada a causa. Saiba como contestar a decisão do Ministério da Cidadania.

Bolsa Família de R$300 a R$600 foi cancelado? Aprenda a contestar decisão do governo
Bolsa Família de R$300 a R$600 foi cancelado? Aprenda a contestar decisão do governo (Imagem: Reprodução/Google)

No último sábado (21), começou o prazo para a contestação de cancelamentos do auxílio emergencial para os beneficiários do Bolsa Família. O pedido de revisão poderá ser realizado até o dia 30 de novembro, no site da Dataprev.

A contestação começaria ontem, domingo (22), e seguiria até o dia 02 de dezembro. Porém, o Ministério da Cidadania resolveu adiantar essa data, com o intuito de agilizar os pagamentos dos que tiveram os benefícios retomados.

Meu auxílio emergencial foi cancelado, e agora?

O Ministério da Cidadania também ampliou o prazo de contestação para quem teve o pagamento cancelado ou suspenso e que não faz parte do programa Bolsa Família.

Dessa maneira, quem recebeu uma parcela ou mais de R$300, porém teve o pagamento cancelado só pôde contestar até ontem (22) a decisão.

Os beneficiários que receberam as cinco parcelas de R$600 e não foram aprovados para o recebimento das parcelas de extensão podem contestar a decisão até o dia 29 de novembro, ou seja, até o próximo domingo.

Como contestar o pagamento do Bolsa Família de R$300 a R$600?

Todo o processo é realizado de forma online e gratuita, através do portal da Dataprev. Para ter acesso ao serviço será necessário realizar o login, informando CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.

Com essas informações, a plataforma permite que você acesse o seu perfil e possa realizar o acompanhamento dos seus benefícios, assim como saber a justificativa para a suspensão do auxílio emergencial. Veja abaixo como proceder para a contestação:

  • Selecione a opção “Acompanhe sua solicitação”;
  • Confira seus dados e a causa da suspensão;
  • Clique na opção para contestação;
  • Faça a solicitação.

Pronto, agora é necessário aguardar o prazo estimado pelo órgão para reanalisar as suas informações e apresentar o resultado da contestação. Caso a sua solicitação seja acatada, o pagamento voltará no mês seguinte.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.