Dólar abre com alta de 0,13% nesta sexta (20); veja detalhes

O dólar opera em alta na manhã desta sexta-feira (20), com os investidores atentos aos desdobramentos econômicos dos EUA e do Brasil. Por volta das 9h28 a moeda norte-americana subia 0,13%, sendo negociado a R$ 5,3114. 

Dólar abre com alta de 0,13% nesta sexta devido aos desdobramentos econômicos dos EUA e do Brasil          (Imagem: Adobe Stock)

Economia dos EUA

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, informou nesta quinta-feira (19) que não apoia os programas de crédito corporativo e empréstimos emergenciais municipais do Federal Reserve (Fed) e que não serão renovados. Os programas devem expirar em 31 de dezembro deste ano.

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, declarou nesta última terça-feira (17) que não permitiria que os programas nos EUA expirassem.

“O Fed estará fortemente empenhado em usar todas as nossas ferramentas para apoiar a economia pelo tempo que for necessário até que o trabalho seja bem feito. Quando chegar a hora certa, e eu não acho que essa hora seja ainda ou muito em breve, vamos guardar essas ferramentas”, concluiu Powell.

O mercado acompanha as declarações do secretário do Tesouro dos EUA, e por volta das 10h10 os indicadores das bolsas apresentavam as seguintes variações:

• S&P 500 futuro: +0,39%
• Nasdaq futuro: +0,87%
• DAX 30: +0,41%
• FTSE 100: +0,42%
• Euro Stoxx 50: +0,45%
• SSE Composite: +0,47%
• Nikkei 225: -0,42%

Vacinas da Covid-19

A Pfizer Inc informou na manhã desta sexta-feira (20) que solicitou à Administração de Medicamentos e Alimentos (FDA, na sigla em inglês), órgão regulador de saúde norte-americano, autorização para o uso emergencial de sua vacina, visando fornecer proteção à população contra o coronavírus (covid-19).

A Pfizer e a parceira alemã BioNTech relataram que os resultados finais do ensaio com a vacina apresentaram eficácia de 95% na prevenção contra a doença.

Cenário nacional

Nesta quinta-feira (19), o ministro da Economia, Paulo Guedes, retoma a falar sobre novo imposto e disse que tinha deixado de falar sobre a ideia de criação de um imposto sobre transações eletrônicas a fim de evitar que o assunto fosse explorado politicamente durante as eleições municipais.

“Não estamos falando porque as eleições estão chegando. As pessoas têm preocupação de o tema ser explorado nas eleições, de falarem ah, o ministro Paulo Guedes quer um imposto sobre transações financeiras, quer a CPMF… “Então, não vamos falar sobre isso. Após as eleições, falamos novamente”. 

Guedes afirmou que não desistirá da ideia de criação de um novo imposto porque, num país com 40 milhões de pessoas desempregadas, a proposta permitirá desonerar a folha salarial da maioria das empresas.

Última cotação do dólar

Na última sessão ocorrida nesta quinta-feira (19), o dólar encerrou em queda de 0,46% frente ao real, sendo negociado a R$ 5,31. Segundo a Reuters, maior agência de notícias do mundo, em 2020, o real é a segunda moeda mais volátil dentre seus principais rivais emergentes,  ficando atrás somente da lira turca.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.