Black Friday: Antecipe as compras de Natal e POUPE seu dinheiro

O mês de novembro reserva uma ótima oportunidade para quem quer comprar muito gastando pouco: a Black Friday. Ainda que sejam necessários diversos cuidados para não “trocar seis por meia dúzia”, é uma grande chance para quem quer garantir os presentes de Natal em um preço mais barato, por exemplo.

Black Friday: Antecipe as compras de Natal e poupe seu dinheiro
Black Friday: Antecipe as compras de Natal e poupe seu dinheiro (Imagem: Reprodução / Google)

Segundo previsão da Confederação Nacional do Comércio (CNC), a Black Friday deve movimentar R$ 3,74 bilhões neste ano. Ou seja, será o maior faturamento dos últimos 10 anos.

As compras podem ser um sucesso se contarem com a organização do consumidor, segundo Myrian Lund, professora de Finanças da FGV e planejadora financeira.

“É preciso se planejar e fazer uma lista com todas as pessoas que se deseja presentear, inclusive você mesmo, e o quanto se quer gastar com cada lembrança. A Black Friday é oportuna para quem tem essa lista e pesquisou os preços ao longo do ano”, explicou a profissional.

Nesse planejamento, um dos pontos a ser levado em consideração é o frete, no caso das compras realizadas pela internet.

O preço mais baixo deve incluir o preço do frete, pois não é justo pagar mais pelo transporte do que pela mercadoria em si.

“O preço do frete às vezes representa mais de 10% do valor da mercadoria. Em alguns casos, pode ser que o frete grátis seja mais vantajoso que um desconto no produto”, alerta Myrian.

Outra dica é estar atento aos descontos inacreditáveis. Muitas vezes eles podem não ser verdadeiros. Uma estratégia muito utilizada pelas lojas é dobrar o preço da mercadoria e, em seguida, dar um desconto de 50%. Ou seja, o valor final será o mesmo cobrado no resto do ano.

A atenção deve estar voltada também ao consumismo. Embora os preços sejam realmente melhores neste período, é hora de comprar apenas o necessário.

“Nunca gaste mais do que 50% do que você recebe de décimo terceiro. Existem sempre muitos gastos no fim de ano, como caixinhas de Natal, amigo oculto. E quando chega o início do ano, vêm também as despesas que pegam as pessoas sempre na contramão, porque gastaram muito no Natal, como compra de material escolar, pagamento de IPVA etc. Quando mais a pessoa fizer sobrar, mais consegue realizar sonhos, como viajar ou ter um réveillon melhor”, instrui a profissional.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.