Enel recebe notificação por cobrança abusiva em QUATRO estados; veja valores

A Enel Distribuidora, responsável pelo fornecimento de energia elétrica para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás foi notificada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A causa teria sido um aumento no número de reclamações por supostas cobranças indevidas, que serão investigadas.

Enel recebe notificação por cobrança abusiva em QUATRO estados; veja valores
Enel recebe notificação por cobrança abusiva em QUATRO estados; veja valores (Imagem: Reprodução / Google)

Segundo dados do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), que reúne as queixas registradas nos Procons em todo o Brasil, a empresa apresentou um perfil “destoante” de reclamações se comparada as demais empresas do setor nos últimos meses.

“Em São Paulo, houve o aumento de 1.900% das reclamações ao confrontarmos o total de atendimentos dos cinco primeiros meses do ano com o total dos cinco meses seguintes”, disse Juliana Domingues, titular da Senacon.

De acordo com Aurelio Queiroz, diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), 95% das reclamações registradas de junho a agosto deste ano são relativas a cobranças indevidas nas contas.

Enel tem prazo para se explicar

Tendo isso em vista, a Enel tem um prazo de 10 dias para responder quais motivos levaram ao aumento de reclamações indevidas em São Paulo, qual a situação em outros estados e o risco de que o panorama se repita.

A secretaria exige ainda quais medidas serão adotadas pela empresa para responder cada caso individualmente em todos os estados que atua. Caso sejam comprovadas violações contra os consumidores, a empresa de energia pode ser multada.

O que diz a Enel?

A Enel informou que irá cumprir o prazo e responderá a secretaria no tempo determinado. Garante não ter descumprido o Código de Defesa do Consumidor e irá apurar as reclamações.

Quanto ao processo de leitura nas distribuidoras do Rio de Janeiro e Ceará, diz que segue fazendo de forma presencial, diminuindo a possibilidade de eventuais erros de máquinas, por exemplo.

Mais impasses

Vale lembrar que, na semana passada, a Enel em São Paulo estava envolvida em uma denúncia de vazamento de dados de 4,3 milhões de clientes.

Entre as informações vazadas, seriam o nome completo, documentos como RG e CPF, endereço residencial e até dados bancários.

Por meio de nota, a empresa disse “que tomou conhecimento de um suposto incidente envolvendo dados de uma parcela dos seus clientes” e “acionou imediatamente seus protocolos de segurança e adotará todas as medidas necessárias para mitigar os impactos do incidente”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.