Ibovespa Futuro abre o dia em queda após a correção nas bolsas internacionais; veja detalhes

Na manhã desta terça-feira (17), o Ibovespa Futuro iniciou o dia em queda. Por volta das 10h51, o índice para dezembro apresentou recuo de 0,65%, aos 106.128 pontos. O resultado veio após alta considerável nos índices dos Estados Unidos no fechamento de ontem. Os desdobramentos da pandemia da covid-19 seguem no radar dos investidores.

Ibovespa Futuro apresenta queda no início desta quinta-feira após a correção nas bolsas internacionais
Ibovespa Futuro apresenta queda no início desta quinta-feira após a correção nas bolsas internacionais (Imagem: Olya Kobruseva/Pexels)

O Ibovespa Futuro iniciou o dia com 106.278 pontos. Este número esteve consideravelmente abaixo do fechamento anterior, quando indicou 106.102 pontos. A variação diária esteve entre 105.990 e 106.470 pontos.

O índice futuro do dólar para dezembro também apresentou recuo, de 0,32%, aos 92,332 pontos. No fechamento anterior, o registro era de 92,630 pontos. A variação na manhã de hoje foi entre 92,252 e 92,602 pontos.

Índices internacionais

No fechamento de ontem, os principais índices dos Estados Unidos tiveram forte aumento. O Dow Jones terminou o dia com aumento de 1,60%, aos 29.950,44 pontos. O Nasdaq registrou alta de 0,63%, aos 12.013,39 pontos. O S&P 500, por sua vez, teve crescimento de 1,16%, aos 3.626,91 pontos.

Pela Ásia, o chinês Shanghai teve recuo de 0,21% no último registro, aos 3.339,90 pontos. Na Coreia do Sul, o KOSPI indicou queda de 0,15%, aos 2.539,15 pontos. No Japão, por outro lado, o índice Nikkei 225 teve aumento de 0,42%, aos 26.014,62.

Na Ásia, o FTSE Italia All Share apresentou leve alta de 0,06% na manhã de hoje, aos 23.189,44 pontos. Pela França, o CAC 40 recuou 0,34%, aos 5.453,07 pontos. O espanhol IBEX 35 indicou queda considerável de 1,74%, aos 7.847,00 pontos.

Medidas contra o coronavírus

A grande novidade nesta semana no combate ao coronavírus foi o anúncio da farmacêutica Moderna sobre os testes. O registro foi de que a vacina experimental apresentou 94,5% de eficácia. Foram 30 mil voluntários participantes da terceira fase dos testes.

Pelo Brasil, o governo de São Paulo prorrogou a quarentena até o dia 16 de dezembro. O anúncio ocorreu pelo Diário oficial nesta terça-feira. O governador João Doria havia comunicado a medida ontem, por conta do aumento de pessoas internadas em decorrência da covid-19.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.