Ibovespa Futuro opera em alta na manhã desta sexta; confira detalhes

O Ibovespa Futuro registrou alta considerável na manhã desta sexta-feira (13). Na abertura, o índice para dezembro registrou 103.390 pontos. No fechamento anterior, o nível estava em 102.705 pontos. O andamento dos testes das vacinas contra a covid-19 segue no radar dos investidores.

Índice futuro do Ibovespa para dezembro registra alta na manhã desta sexta-feira
Índice futuro do Ibovespa para dezembro registra alta na manhã desta sexta-feira (Imagem: Markus Spiske/Pexels)

A variação de hoje no Ibovespa Futuro foi de 103.132 a 103.470. Ou seja, durante toda a manhã, os valores estiveram acima do encerramento de ontem.

Por volta das 10h06, o índice apresentou alta de 0,77%, aos 103.495 pontos. O índice futuro do dólar apresentou leve queda de 0,09%, aos 92,873 pontos.

Índices futuros internacionais

Pelos Estados Unidos, os principais índices para dezembro indicaram alta. O Dow Futuros subiu 0,73%, aos 29.205 pontos. O S&P 500 aumentou em 0,68%, aos 3.556,62 pontos. Já o Nasdaq, teve crescimento de 0,71%, aos 11.904,50 pontos.

Pela Ásia, o Nikkei 225 aumentou em 0,32%, aos 25.440,0 pontos. O chinês CSI 300, por outro lado, recuou 1,21%, aos 4.839,80 pontos. Pela Europa, o alemão DAX apresentou pequena queda de 0,02%, aos 13.064,5 pontos. Na França, o CAC 40 indicou aumento de 0,19%, aos 5.372,2 pontos.

Testes da vacina

A vacina da Pzifer, que apontou eficácia de 90% contra o coronavírus, pode chegar ao Brasil no primeiro trimestre de 2021. Esta declaração foi feita pelo presidente da empresa farmacêutica no Brasil, Carlos Murilo. O Ministério da Saúde segue em análise sobre a possibilidade da compra dessas doses.

Com relação à produção das doses, ele afirmou que 50 milhões estarão prontas ainda este ano. Para o ano que vem, o número será de 1,3 bilhão.

Com relação à vacina CoronaVac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) havia indicado o retorno dos testes na quarta passada (11). O motivo da paralisação havia sido por conta da morte de um voluntário.

No entanto, o Governo de São Paulo sinalizou que o motivo do óbito não foi relacionado com a pesquisa. O diretor do instituto Butantan, Dimas Covas, destacou a importância do retorno dos testes e afirmou que espera que o processo aconteça da maneira mais rápida possível.

“Nós precisamos dessa vacina o quanto antes e por isso a nossa urgência na finalização desse estudo. Então, agradeço à nossa Anvisa pela compreensão e pela rapidez com que foi autorizada a retomada dos estudos clínicos”, alega.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.