Belo Horizonte paga auxílio de R$500 para famílias atingidas por incêndio em prédio irregular

Incêndio causa transtornos em Belo Horizonte e governo estadual ajuda cidadãos com um auxílio de R$ 500. Na última semana, um prédio ocupado de forma irregular, na região de Pampulha, Bairro do Castelo, pegou fogo fazendo com que 35 famílias perdessem todos os seus pertences. Ao todo, 99 pessoas foram prejudicadas, fazendo com que a gestão local tomasse providências. 

Belo Horizonte paga auxílio de R$500 para famílias atingidas por incêndio em prédio irregular (Imagem: PBH)
Belo Horizonte paga auxílio de R$500 para famílias atingidas por incêndio em prédio irregular (Imagem: PBH)

Diante da tragédia, o governo informou que estará disponibilizando o Auxílio Pecuniário da Urbel, no valor de R$500. Para poder receber o pagamento, os moradores do prédio deverão entrar em contato com a gestão municipal, informando os dados bancários onde será realizada a transferência.  

Residências temporárias foram ofertadas 

Segundo a prefeitura de Belo Horizonte14 das 33 famílias foram acolhidas por meio da Assistência Social. Eles deveram residir nas unidades de apoio durante um período provisório até esta sexta-feira (13), quanto a primeira parcela de R$ 500 será concedida.  

As demais 21 famílias estão na casa de familiares aguardando também o pagamento do benefício. A prefeitura informou ainda que deverá manter o pagamento mensal ao longo dos próximos meses, mas não especificou um tempo exato.  

Pertences serão devolvidos  

A prefeitura garantiu também que os pertences dos moradores serão devolvidos. A ideia é que aquilo que não foi danificado seja entregue nos novos endereços ou então levados para os galpões do município.  

Assustados com a situação, os moradores afirmaram que se trata de um momento difícil e de grandes perdas. Além do risco de vida que correram, muitos relembraram que nesse momento de crise econômica não há recursos para custear todo o dano que tiveram.  

Eletrodomésticos como geladeiras, maquinas de lavar, televisão, entre outros, não poderão ser garantidos nesse momento. Para parte significativa a melhor alternativa será permanecer residindo com os familiares até que a situação financeira seja reequilibrada.  

Sobre o incêndio  

Para conter o acidente a prefeitura enviou mais de 120 agentes e servidores públicos de diversas regiões.

Representantes da Defesa Civil, Urbel, Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (SMASAC), Secretaria Municipal de Política Urbana (Subsecretaria de Fiscalização), Sudecap, SLU, Coordenadoria Regional Pampulha e Secretaria Municipal de Saúde estão cotados na operação. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.