Black Friday: Cerca de 50% dos consumidores planejam gastar mais de R$ MIL; veja os produtos mais desejados

A crise causada pela pandemia do covid-19 não impede consumidores de planejar as compras na Black Friday que irá acontecer dia 27 de novembro. De acordo com uma pesquisa feita pelo site Reclame Aqui, 70% dos entrevistados pretendem consumir no evento em 2020, mesmo percentual do ano anterior.

Black Friday: Cerca de 50% dos consumidores planejam gastar mais de R$1000; veja os produtos mais desejados
Black Friday: Cerca de 50% dos consumidores planejam gastar mais de R$1000; veja os produtos mais desejados (Foto: Google)

E as pessoas não estão planejando gastar pouco. Uma parte (20%) planeja desembolsar de R$1 mil a R$2 mil, outras pretendem gastar de R$800 a R$1 mil (15%), acima de R$3 mil (14%) e de R$200 a R$400 (14%). Cerca de 12% planeja desembolsar de R$400 a R$600, de R$2 mil a R$3 mil (10%), de R$600 a R$800 (8%) e até R$200 (8%).

Ao levar em consideração todos os percentuais que pretendem gastar R$1 mil ou mais, esse número é de quase metade do total das pessoas que vão comprar na Black Friday, cerca de 44%.

Entre os 30% que não vão realizar compras no dia 27 de novembro, 26% dizem que os preços são “maquiados”. Outros afirmam não ter dinheiro (18%), não necessitam de nada no momento (18%) ou não possuem confiança na Black Friday (18%)

Existem ainda as pessoas que afirmam que os descontos não valem a pena (12%), já aproveitaram as grandes promoções em meses anteriores (3%) ou estão endividados (3%).

“O que vemos é um aumento na confiança do consumidor na Black Friday em relação a 2019”, disse Felipe Paniago, diretor de marketing do Reclame Aqui. Na pesquisa feita em 2019, 31% usaram a justificativa dos preços “maquiados” e 22% afirmaram que não comprariam por não possuir confiança. Este ano, a maioria (72%) já comprou na Black Friday.

Itens desejados

Roupas e calçados (35%) são os itens que ganham mais destaque na pretensão de compras dos consumidores. Após estes produtos, vêm eletrodomésticos, como geladeira e micro-ondas (22%), smartphone (21%) e decoração para casa (21%). Esse último item é uma novidade nas intenções de compras de 2020, pois devido a pandemia ter feito as pessoas ficarem mais em casa.

TV (21%), móveis (19%), produtos de beleza (18%), tênis (18%) e eletrônicos como home theater e caixas de som (17%) também são produtos desejados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA