Cuidado! Golpe do WhatsApp rouba dinheiro usando seu telefone e sua foto

Quem usa o aplicativo de mensagens WhatsApp deve ter atenção dobrada ao ser abordado por um telefone que não faz parte da sua agenda. Mesmo com nome e foto de uma pessoa conhecida, a abordagem pode ser nada menos que um golpe de estelionatários. A fraude acontece, principalmente, por contas não protegidas pela autenticação em dois fatores.

Cuidado! Golpe do WhatsApp rouba dinheiro usando seu telefone e sua foto
Cuidado! Golpe do WhatsApp rouba dinheiro usando seu telefone e sua foto (Imagem: Reprodução / Google)

Sem a autenticação, os golpistas conseguem ter acesso à linha, foto do perfil, nome e até a agenda de contatos do seu celular.

Na maioria dos casos, eles abordam pessoas próximas ao real dono da conta e pedem depósitos em valores altos, que devem ser feitos com urgência por meio de transferência bancária.

Como se prevenir contra os golpes?

O primeiro passo é ter em mente que ninguém irá pedir dinheiro através do WhatsApp. Muito provavelmente é um golpe, mesmo que a imagem da foto e nome da pessoa lhe pareçam familiares. No caso de dúvidas, ligue para a pessoa para certificar por meio de voz ou vídeo que se trata do seu conhecido.

O segundo passo é realizar a autenticação de dois fatores no seu WhatsApp. Para isso, é preciso acessar o item “Configurações” ou “Ajustes” do aplicativo e, em seguida, clicar em “Conta”.

Na seção “Privacidade” você pode decidir quem têm acesso a sua foto do perfil, adicionar a grupos e compartilhar a localização durante uma conversa.

“A confirmação em duas etapas é um recurso opcional que, ao ser ativado, exige um PIN de seis dígitos de verificação se houver uma tentativa de entrada no seu número de WhatsApp. Esse código, assim como o SMS do WhatsApp, não deve ser compartilhado com ninguém, nem com amigos e familiares”, instrui o WhatsApp.

Fui vítima: e agora?

Ainda de acordo com o WhatsApp, se tiver sua conta roubada, é preciso solicitar a verificação via SMS.

“Reinstale o WhatsApp, entre com seu número de telefone e confirme o código de seis dígitos que você receber via SMS. Dessa forma, qualquer indivíduo que estiver usando sua conta será desconectado automaticamente”, explica.

O aplicativo de mensagens também possui uma ouvidoria para resolver casos de fraudes.

“Mande um e-mail para support@whatsapp.com. O e-mail pode ser enviado em português, com assunto como “Conta clonada/roubada” e deve conter o número em formato internacional (+55 XX…). Descreva o ocorrido com o máximo de detalhes possível no corpo do e-mail”, instrui.

Isabela VeríssimoIsabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.