INSS: Saiba quais trabalhadores poderão usar a telemedicina para receber benefícios previdenciários

Na terça-feira (3), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começou a realizar os testes do projeto-piloto da perícia médica à distância, a chamada de teleperícia. O objetivo é que a fila de espera para receber o auxílio doença e demais benefícios, seja diminuída.

 INSS: Saiba quais trabalhadores poderão usar a telemedicina para receber benefícios previdenciários
INSS: Saiba quais trabalhadores poderão usar a telemedicina para receber benefícios previdenciários (Imagem: reprodução/Google)

Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU) existe uma fila 750 mil segurados que aguardam atendimento para receber o auxílio-doença da Previdência Social.

O projeto piloto vai abranger os trabalhadores de empresas que possuem acordos de cooperação com o órgão.

De acordo com o instituto, a teleperícia estará disponível apenas para um grupo restrito de segurados que trabalham nas empresas que possuem médico do trabalho para atender os empregados. 

Nesta fase, onde estão sendo realizados os testes, o atendimento deve ser agendado pelo empregador após um acordo com o empregado e deve ser realizado nas instalações da empresa, com a presença do médico do trabalho. 

No teleatendimento, os profissionais vão realizar os testes necessários e responder às perguntas feitas pelos peritos da Previdência. Com isso, os segurados não precisarão ir até uma agência do INSS.

Após a avaliação, o perito autoriza o pagamento do benefício ou solicita a realização de um exame presencial em uma agência. 

De acordo com o INSS, as perícias serão feitas de forma presencial para a:

  • Prorrogação de auxílio por incapacidade temporária;
  • Conversão do mesmo em aposentadoria por incapacidade permanente ou em auxílio-acidente;
  • Elegibilidade para o serviço de reabilitação profissional.

Antecipação

Aqueles segurados que tiveram o seu auxílio-doença antecipado até o dia 2 de julho deste ano, vão começar a receber o pagamento das diferenças a que tinham direito ainda nesta semana.

O INSS informou que 497.085 pessoas terão seus processos analisados de forma automática e assim poderão receber o valores referentes à revisão, de um total de 1,1 milhão de antecipações concedidas.

Dentre estes que vão receber o pagamento da diferença, a duração média do benefício foi de 32 dias, com valor médio de R$ 1.481,99. A diferença é calculada em relação ao valor da antecipação, fixada em um salário mínimo, ou seja, no valor de R$1.045.

Quem deve fazer a perícia?

A perícia é um item obrigatório para os beneficiários do INSS que precisarem receber:

  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Aposentadoria por invalidez.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.