Operadoras Visa e Mastercard consideram baixo os gastos dos clientes com os cartões de crédito

Gastos extras de clientes em viagens rodoviárias e compras de fim de ano não são suficientes para Visa e Mastercard. Os consumidores evitam viagens e gastos no exterior, o que acaba limitando as transações que estão entre as mais lucrativas nas redes das empresas. 

Operadoras Visa e Mastercard consideram baixo os gastos dos clientes com os cartões de crédito
Operadoras Visa e Mastercard consideram baixo os gastos dos clientes com os cartões de crédito (Foto: Google)

De acordo com o anúncio das empresas na quarta-feira (28), o volume internacional diminuiu 48% no trimestre encerrado em 30 de setembro na Mastercard, enquanto a Visa obteve uma diminuição de 29%.

“As viagens continuam impactadas”, afirma o diretor financeiro da Mastercard, Sachin Mehra, em entrevista. “Esperamos que, a longo prazo, as viagens sejam retomadas. Achamos que as viagens particulares serão retomadas antes das viagens de negócios.”

Ações da Mastercard e da Visa durante a pandemia

As ações da Mastercard e da Visa se desvalorizaram em 2020 em meio à pandemia do Covid-19, que houve a paralisação das viagens globais.

“A recuperação está sendo liderada por áreas de negócios de menor rendimento – doméstico versus internacional”, afirma Sanjay Sakhrani, analista da Keefe Bruyette & Woods, em relatório aos consumidores depois do anúncio do balanço da Mastercard.

As duas redes registraram uma recuperação mais rápida dos gastos com seus cartões nos Estados Unidos do que em outras partes do mundo. Em parte, isso se deve ao estímulo e ao seguro-desemprego disponibilizados aos clientes.

“Certamente, vimos um crescimento positivo anual nos EUA no terceiro trimestre, o que é muito encorajador em nossa opinião, especialmente considerando o ponto baixo visto no segundo trimestre”, afirma Mehra. Ainda assim, disse “esperamos, devido à incerteza sobre o vírus, que isso possa não ser linear”.

Viagem e compras

Os clientes ainda viajam, porém constantemente realizam viagens rodoviárias em vez de voos longos para outros lugares. As compras de fim de ano também já iniciaram, já que as maiores varejistas online fizeram o lançamento de grandes iniciativas a fim de conseguir mais esse tipo de gastos neste ano.

Os resultados internacionais da Visa excederam a projeção média dos analistas entrevistados pela Bloomberg. A empresa informa que os gastos online, excluindo compras de viagens, subiram em torno de 30% no acumulado do mês de outubro em relação a 2019.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.