Ibovespa Futuro abre o dia em alta em meio a preocupações com o coronavírus no mundo

Após um dia de queda no Ibovespa Futuro, o índice começou a manhã de hoje com sinais de recuperação. Apesar da tentativa de melhora, os investidores continuam atentos aos desdobramentos da pandemia do covid-19 pelo mundo. Alguns países europeus aumentaram as medidas de isolamento.

Índice Ibovespa Futuro abre o dia em alta em meio a incertezas com o coronavírus pelo mundo
Índice Ibovespa Futuro abre o dia em alta em meio a incertezas com o coronavírus pelo mundo (Imagem: Artem Podrez/Pexels)

Por volta das 9h11, o índice Ibovespa para o mês de dezembro apontou crescimento de 0,56%, conforme o InfoMoney. O registro foi de 95.585 pontos. Com relação ao dólar futuro para novembro, houve alta de 0,5%. A cotação foi de R$ 5,776.

Sobre os juros futuos. O DI para o início de 2022 indicou queda de três pontos-base a 3,46%. Para janeiro de 2023, a queda foi de quatro pontos-base a 5,03%. O resultado para 2025 foi de diminuição de nove pontos- base a 6,75%.

Índices internacionais

A maioria dos principais índices globais registrou baixa no fechamento de ontem (28), conforme a Refinitiv. Pelos Estados Unidos, o Nasdaq recuou 3,73%. O S&P 500 diminuiu em 3,52%. O Dow Jones teve queda um pouco menor, mas considerável. O registro foi de baixa de 3,24%.

Pela Europa, o índice na França teve diminuição em 3,37%. Pela Espanha o registro foi negativo de 2,66%. Na Inglaterra, houve queda em 2,55%. Já em Portugal, a diminuição foi de 2,23%.

Por outro lado, a Coreia do Sul teve o índice positivo em 0,62%. Na China, o aumento foi de 0,46% e Na Austrália, houve alta de 0,11%.

Lockdown em países europeus

O risco de aumento da crise econômica global, por conta do aumento de casos do coronavírus, segue preocupando os investidores. Na Europa, a Alemanha e a França aumentaram as restrições para a população.

Pela Alemanha, a ordem foi de fechar os restaurantes, bares e outros estabelecimentos a partir da semana que vem, no dia 2. Par as escolas e comércios, está permitida a abertura, mas com a recomendação de permanecer em suas respectivas casas.

Com relação à França, os restaurantes, bares e outros comércios deveram ser fechados. Para sair de casa, a população precisará ter alguma justificativa, como questão de saúde ou profissional permitido.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA