Renovação da CNH: O que muda com a aprovação da nova lei do CTB?

Foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, com vetos, a lei que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A lei amplia a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e o limite de pontos para que o motorista perca o direito de dirigir.

Renovação da CNH: O que muda com a aprovação da nova lei do CTB?
Renovação da CNH: O que muda com a aprovação da nova lei do CTB? (Foto: Google)

Agora, a CNH terá validade de cerca de 10 anos para os motoristas que têm até 50 anos de idade.

A renovação a cada 3 anos que hoje é exigida para os condutores com 65 anos ou mais, vai passar a valer apenas para os motoristas com 70 anos ou mais.

Os motoristas que ultrapassam os 20 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) dentro de um ano terá a carteira suspensa pelo período de um ano. 

Caso as infrações sejam consideradas suspensivas diretas como são as de participar de racha ou dirigir embriagado, a carteira é suspensa independente do número de pontos que o motorista possui.

A primeira suspensão dura um período de 6 meses e se o condutor voltar a cometer a mesma infração a suspensão passa a ser de 8 meses podendo chegar até 2 anos.

Se o motorista quiser voltar a dirigir, deve cumprir o tempo de impedimento de dirigir e depois fazer o curso de reciclagem e ser aprovado na avaliação teórica.

Houve um aumento no limite do número de pontos para que sejam suspenso o direito de dirigir.

De acordo com o projeto, as novas regras serão:

  • 20 pontos, se na pontuação constar duas ou mais infrações gravíssimas.
  • 30 pontos, se na pontuação constar uma infração gravíssima.
  • 40 pontos, se na pontuação não constar nenhuma infração gravíssima.

Motorista bêbado

A nova lei define que em caso de homicídio culposo, ou seja, sem intenção ou lesão corporal provocado por motorista embriagado, ou sob efeito de outra droga, a pena de reclusão não poderá ser substituída por penas alternativas, mais brandas.

Cadeirinha

O transporte de crianças, a lei têm duas mudanças. A cadeirinha no banco traseiro será obrigatória para crianças de até 10 anos com menos de 1,45 metros de altura. Caso essa lei não seja seguida, a multa continua sendo gravíssima. 

A idade mínima para levar crianças em moto sobe de 7 para 10 anos. A multa por desrespeito será gravíssima, com suspensão da carteira. As novas regras vão começar a valer daqui a 180 dias, ou seja, em abril de 2021.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.