Unicamp pretende arrecadar R$20 milhões em doações para financiar projetos

Por meio de fundo patrimonial, a Unicamp busca a arrecadação de verba para custear seus projetos de pesquisa. A meta é arrecadar R$20 milhões dentro do prazo de 6 meses.

Unicamp pretende arrecadar R$20 milhões em doações para financiar projetos
Unicamp pretende arrecadar R$20 milhões em doações para financiar projetos. Imagem/Reprodução Google

A criação do fundo visa diminuir a burocracia na arrecadação de verbas que custeiam a pesquisa em áreas como a de ensino, pesquisa, extensão, inovação e cultura na Unicamp. A decisão foi aprovada ainda em 2019, mas só agora foi efetivamente implementada.

Afinal, o que é fundo patrimonial?

São recursos, principalmente financeiros, que estão disponíveis à utilização das instituições. A própria universidade, no caso a Unicamp, é quem decide em que e como aplicar os valores.

A instituição pode adquirir um fundo patrimonial de diversas maneiras, como por exemplo, por meio de doações diretas.

É uma prática muito usual nas universidades do Estados Unidos da América, foi exatamente nelas que a Unicamp se inspirou na elaboração do projeto.

Para que serão usados os recursos?

O projeto da Universidade prevê que o fundo seja gerido por uma organização independente, a ela será atribuída a responsabilidade da captação de novos doadores e a gestão dos recursos conseguidos.

Newton Frateschi é diretor executivo da agência de inovação da Unicamp e presidente do grupo de trabalho que foi criado para organizar a criação do fundo.

Ele afirma que os recursos serão investidos em melhorias dos hospitais escolas, pagamento de bolsas de estudo, e nos laboratórios, entre outros aspectos ligados à educação.

“O recurso vai ser usado para as atividades-fim da universidade. Ou seja, esse dinheiro não será para pagar funcionários ou para cobrir orçamento, por exemplo. Por exemplo, nós vamos poder investir em projetos que melhorem as atividades-fim da universidade e vamos poder escolher em qual área isso será feito”, disse o diretor.

Como será o fundo patrimonial da Unicamp?

No projeto, a universidade prevê a criação de um conselho de administração, que terá como presidente o reitor da universidade e será composto pela comunidade acadêmica em suas diversas instâncias: professores, representantes do Consu, coordenadores, membros de empresas-filhas da instituição e parte dos doadores.

O projeto elaborado prevê que três formas de doação que serão aceitas pela universidade:

  • Doação feita sem que haja um fim estabelecido e que será agregada ao patrimônio permanente;
  • Doação feita com uma finalidade estabelecida pelo próprio doador;
  • Recurso doado com finalidade especifica.

Fique de olha na nossa seção Carreiras e se mantenha informado sobre educação.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.