Inflação: IPCA-15 registra crescimento e atinge maior marca para o mês de outubro dos últimos 25 anos

Nesta sexta-feira (23), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a prévia da inflação oficial do país, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15  (IPCA-15)  aumentou 0,94% em outubro, após ter subido 0,45% no mês de setembro. É o maior resultado para o mês desde 1995. No ano, a prévia da inflação acumulou alta de 2,31% e em 12 meses alcançou 3,52%

Inflação: IPCA-15 registra crescimento e atinge maior marca para o mês de outubro dos últimos 25 anos
Inflação: IPCA-15 registra crescimento e atinge maior marca para o mês de outubro dos últimos 25 anos (Foto: Google)

Com esses fatores, o IPCA-15 registrou uma aceleração, visto que, no mês de agosto havia apresentado um aumento de 0,23% e no mês seguinte 0,45%.

IPCA-15 em grupos de produtos

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, oito registraram aumento em outubro. Os preços dos alimentos e bebidas pressionaram o indicador com a maior alta (2,24%).

O grupo Alimentação e Bebidas foi o mais impactado pelo indicador, os itens que puxaram foram: carnes (4,83%), cujos preços aumentaram pelo quinto mês consecutivo.

Destacam-se também o aumento nos preços do óleo de soja (22,34%), do arroz (18,48%), do tomate (14,25%) e do leite longa vida (4,26%). Houve uma diminuição nos preços da cebola (-9,95%) e da batata-inglesa (-4,39%).

No grupo dos Transportes (1,34%), o aumento foi incentivado pelo resultado das passagens aéreas, que subiram 39,90%. Em todas as áreas pesquisadas observaram-se altas nos preços deste subitem, registrando variação de 21,66% em Porto Alegre até 49,71% de Curitiba.

Nos transportes, os preços do seguro voluntário de veículo aumentaram 2,46%, depois de sete meses consecutivos de quedas. Nesse grupo, os únicos subitens com variações negativas foram ônibus interestadual (-2,73%) e gás veicular (-1,36%).

Confira as variações dos demais grupos dos meses de setembro a outubro:

  • Alimentação e Bebidas (1,48% para 2,24%)
  • Habitação (0,34% para 0,40%)
  • Artigos de Residência (0,79% para 1,41%)
  • Vestuário (-0,27% para 0,84%)
  • Transportes: (0,83% para 1,34%)
  • Saúde e Cuidados Pessoais: (-0,69% para 0,28%)
  • Despesas Pessoais (0,09% para 0,14%)
  • Educação (-0,11% para -0,02%)
  • Comunicação (0,15% para 0,23%)

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA