Governo confirma suspensão da prova de vida do Siape até 30 de novembro

A suspensão da prova de vida para servidores públicos foi prorrogada até o último dia de novembro deste ano, segundo decisão do governo. A prova nada mais é que um recadastramento anual, obrigatório, para que servidores aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis que recebem pelo Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape), comprovem que ainda têm direito aos benefícios oferecidos pelo governo.

Governo confirma suspensão da prova de vida do Siape até 30 de novembro
Governo confirma suspensão da prova de vida do Siape até 30 de novembro (Imagem: Reprodução / Google)

A decisão foi publicada no Diário Oficial, nesta quinta-feira (22). Com isso, serão completos oito meses de suspensão, já que a determinação é válida desde março deste ano quando os primeiros casos do novo coronavírus começaram a ser diagnosticados no Brasil.

Essa é a terceira prorrogação do governo. A primeira foi até o dia 30 de setembro. A segunda, até o dia 31 de outubro.

As decisões são tomadas com base na possibilidade de disseminação do vírus entre os beneficiários que, nesse caso, em sua maioria são idosos, ou seja, fazem parte do grupo de risco da doença.

Segundo a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, estuda-se uma nova forma e prazo para comprovação de vida de quem foi afetado pela suspensão, que acontece no mês de aniversário de cada pessoa.

INSS também tem prova de vida suspensa

Mas não foi só o governo que optou pela suspensão da prova de vida. O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) está com o mesmo serviço suspenso até o último dia de novembro com a mesma justificativa.

De acordo com o próprio instituto, porém, essa data pode ser prorrogada mais uma vez se houver necessidade de acordo com o avanço ou retrocesso da Covid-19.

Assim como no governo, a prova de vida deve ser realizada anualmente para garantia de benefícios oferecidos pelo INSS, como auxílio doença, aposentadoria. A não realização da mesma pode gerar a perda automática do pagamento.

Vale lembrar que a prova de vida deve ser realizada não só pelos brasileiros que estão no país, mas também pelos que estão no exterior, seja qual for o motivo.

Quem não puder comparecer tem também a opção de enviar uma terceira pessoa com uma procuração em mãos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA