3 Cidades do Rio de Janeiro suspendem aulas presenciais após retorno das escolas

As aulas presenciais para estudantes do 3º ano e EJA da rede estadual haviam sido retomadas na última segunda-feira, 19. No entanto, um dia após o retorno as cidades de Macaé, São Francisco de Itabapoana decidiram pela suspensão das atividades presenciais.

3 Cidades do Rio de Janeiro suspendem aulas presenciais após retorno das escolas
3 Cidades do Rio de Janeiro suspendem aulas presenciais após retorno das escolas (Imagem/Reprodução Google)
publicidade

Com a suspenção as aulas prosseguem de forma remota. A decisão foi tomada após esses três municípios passarem para a bandeira laranja (risco moderado para contágio de covid-19), fase da pandemia que ainda inspira muitos cuidados e impossibilita as aulas presenciais.

Municípios cariocas que prosseguem com aulas presenciais

Com essa retirada de 3 cidades, agora 13 municípios dão prosseguimento às aulas presenciais, são eles:

  • Casimiro de Abreu;
  • Duque de Caxias;
  • Italva; Itatiaia;
  • Mesquita;
  • Miracema;
  • Natividade;
  • Nilópolis;
  • Niterói;
  • Piraí;
  • Rio de Janeiro;
  • São Pedro da Aldeia;
  • Seropédica.

Todos eles estão na fase amarela, em que o risco de contágio é considerado baixo.

Como foi o primeiro dia de aulas presenciais no Rio de Janeiro?

O grupo selecionado para dar início a retomada das aulas presenciais é aquele que irá participar do Enem 2020, ou seja, 3º ano do ensino médio regular e 4º ano do EJA (Educação de Jovens e Adultos).

“A corrente estoura do lado mais fraco, socialmente mais fraco. Nós estamos tentando minimizar o prejuízo desses meninos. Ano que vem, já estamos trabalhando com a hipótese da volta desses meninos pro terceiro ano para refazer o objetivo. Essa oportunidade será dada”, disse o secretário de educação do estado, Comte Bittencourt.

As escolas foram preparadas para essa retomada, vale transporte liberado, merenda distribuída, os kits alimentação também continuarão a ser distribuídos para as famílias dos estudantes.

Mesmo com a liberação estadual, os municípios têm autonomia para aderir ou não a essa ação, assim, ao todo 16 cidades decidiram pelo retorno das aulas presenciais.

Os profissionais da educação também têm o direito a decisão de retornam para as salas de aula, ou de prosseguir apenas no ensino remoto.

De todo modo, é esperado que nesse primeiro momento a adesão seja baixa e aos poucos as pessoas se sintam seguras para retornar. Enquanto isso, o ensino remoto deve continuar a ser ofertado ao alunado.

 Acompanhe a seção Carreiras do FDR e fique informado sobre a retomada do ensino.

Jamille NovaesJamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.