Confira as lições mais VALIOSAS que a pandemia trouxe para a economia brasileira

Nos últimos meses, o Brasil tem vivido grandes dificuldades financeiras. Por conta da pandemia, milhões de brasileiros estão tendo que se adaptar a essa nova realidade. O governo disponibilizou um auxílio emergencial para tornar os dias mais difíceis. No entanto, os cuidados devem se antecipar a qualquer problema que possa surgir nas finanças pessoais.

Veja conselhos importantes que a pandemia deixou em nossas finanças
Veja conselhos importantes que a pandemia deixou em nossas finanças (Imagem : Pixabay)

De fato, manter o equilíbrio em situações de crise extrema não é fácil. Diversas famílias estão tendo dificuldades em conseguir as oportunidades de antes. O mercado financeiro está mais enxuto, o preço de produtos e alimentos está mais caro, entre outros.

Por isso, a pessoa precisa ter a estabilidade emocional para não tomar as decisões precipitadas. Confira algumas dicas importantes para te manter mais consciente durante a pandemia

Não se deixe levar pelas emoções

Como dito anteriormente, tomar decisões em fase de dificuldade não é uma tarefa simples. Por conta disso, a pessoa deve tomar cuidado para não realizar gastos além do essencial. Nesse momento deve-se separar o que é desejável e o que é necessário.

A Black Friday, por exemplo, costuma apresentar ofertas tentadoras ao consumidor. No entanto, se aquele produto for comprometer o orçamento, o conselho é esperar as contas se estabilizarem.

Mesmo que a possibilidade de comprar parcelado pareça uma boa ideia, todo cuidado é imprescindível. O mercado de trabalho ainda está instável para estabelecer certezas futuras.

Tenha reserva financeira

Como o futuro ainda é imprevisível, o brasileiro precisa se antecipar para não correr o risco de ficar sem dinheiro para pagar as despesas necessárias. O auxílio emergencial ainda é incerto para o ano que vem.

Caso a pessoa tenha condições de renda extra, a dica é de deixar guardado pelo menos 10% dos valores da renda mensal familiar.

Planeje os gastos

Antes das contas chegarem em casa, todos precisam estar com a saúde financeira para evitar dívidas. Caso não haja o pagamento, os juros poderão se tornar uma “bola de deve”, de forma a dificultar no longo prazo.

Sendo assim, faça a divisão da renda mensal sobre os gastos a serem realizados. Dentro do possível, tenha em mãos o dinheiro para quitar as dívidas essenciais. Com o dinheiro restante, a pessoa poderá focar nos gastos flexíveis e na reserva financeira, como citado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA