Inflação de São Paulo cresce 1,05%, segundo IPC-Fipe; confira

Na segunda quadrissemana de outubro, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou alta de 1,05% na inflação da cidade de São Paulo. Na primeira leitura do mês, a variação havia sido de 1,06%, o que representa uma queda entre os períodos. Os dados foram divulgados hoje (19) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

IPC-Fipe aponta crescimento da Inflação de São Paulo em 1,05%
IPC-Fipe aponta crescimento da Inflação de São Paulo em 1,05% (Imagem: Anna Shvetz/Pexels)

Como explicação para a queda, quatro dos sete itens analisados tiveram a variação reduzida. Na primeira quadrissemana, o item Habitação teve o registro de 0,52% e reduziu para 0,48% na segunda análise mensal.

O grupo Alimentação diminuiu de 2,12 para 2,10%. O de Transportes reduziu de 0,72% para 0,64%. Já o item Vestuário indicou variação negativa considerável, de 0,51% para 0,29%.

Por outro lado, houve três itens com alta entre os períodos citados. O de Despesas Pessoais registrou aumento de 1,78% para 2,02%. Educação saltou de 0,03% para 0,29%. Por fim, Saúde variou de -0,11% para -0,10%.

Comparação entre as quadrissemanas setembro e outubro

Na comparação entre a segunda leitura desse mês e do mês passado, o índice geral permaneceu em 1,05%. No entanto, alguns itens tiveram variações bastante distintas.

Habitação diminuiu de 0,98% para 0,48%. Transporte registrou queda de 0,75% para 0,64%. Além disso, Saúde teve mudança de 0,64% para -0,10%.

Com relação às variações positivas, Alimentação aumentou de 1,70% para 2,10%. Despesas Pessoais teve alta de 1,15% para 2,02%. Por último, Educação subiu de 0,00% para 0,08%. O único item que permaneceu igual foi o de Vestuário, com o índice em 0,29%.

Inflação impacta três vezes mais os pobres

De acordo com o apontamento realizado Indicador de Inflação por Faixa de Renda do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), as famílias mais pobres tiveram inflação de 0,98% em setembro. Por outro lado, os mais ricos tiveram o valor de 0,29%.

Nessa mesma pesquisa, foi indicado que a alta teve mais impacto na vida das pessoas de baixa renda por conta dos alimentos essenciais. O óleo teve crescimento de 28%, arroz de 18% e o leite de 6%.

O IPC/Fipe

O Índice de Preços ao Consumidor possui o cálculo realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. Ele tem a função de avaliar a variação do custo de vida das famílias na cidade de São Paulo. As famílias analisadas são as que possuem renda de um a vinte salários mínimos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA