INSS: TUDO que você precisa saber para agendar ou remarcar perícia médica

Pontos-chave
  • "Novo normal" obriga agendamento prévio para serviços de perícia médica
  • Desde agosto, mais de 794 mil de trabalhadores aguardam atendimento da perícia
  • Passo a passo: saiba como fazer agendamento pelo aplicativo, site e telefone
  • Telemedicina pode agilizar atendimentos de perícia do INSS 

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) retomou as atividades presenciais após um longo tempo de paralisação temporária por causa da pandemia do novo coronavírus. A volta dos profissionais e segurados acontece em um cenário de “novo normal” e, por isso, passa por algumas adaptações. Uma delas é o agendamento obrigatório dos serviços de perícia médica antes da consulta.

publicidade
INSS: TUDO que você precisa saber para agendar ou remarcar perícia médica
INSS: TUDO que você precisa saber para agendar ou remarcar perícia médica (Imagem: Montagem / FDR)
publicidade

Vale lembrar que as perícias médicas são necessárias para que os trabalhadores tenham acesso e recebam o auxílio doença, retornem ao trabalho ou até mesmo consigam aposentadoria.

Segundo o próprio INSS, a fila de processos que dependem desta ação é composta por 794 mil de trabalhadores, somente em agosto.

Atualmente, são oferecidas três formas de agendamento – todas à distância. Essa é uma das medidas aplicadas pelo instituto como forma de impedir aglomerações nas agências do INSS e tentar conter o avanço da covid-19.

As três formas são: através do site Meu INSS, pelo aplicativo Meu INSS, disponível gratuitamente para os sistemas Android e iOs, ou pelo telefone 135.

“Como o reagendamento foi incluído no aplicativo no final da semana passada, há nova versão do aplicativo Meu INSS, que deve ser atualizado”, afirmou o INSS.

Passo a passo pelo aplicativo, site e telefone

Após baixar o aplicativo Meu INSS, o primeiro passo é acessá-lo e fazer o login. Em seguida, é preciso clicar na opção “Agendar Perícia”. Aparecerão três opções: “Perícia inicial”, “Perícia de prorrogação” e “Remarcar perícia”.

Esta última é voltada para o reagendamento. Clique na opção de acordo com sua necessidade para avançar.

Os passos seguintes já levam para o agendamento. O usuário pode acompanhar a solicitação através da aba “Agendamentos/Solicitações”. E, pronto: é só comparecer na agência no dia marcado para perícia. O mesmo processo vale para o site.

Através do telefone 135, só é necessário selecionar a opção “Falar com o atendente” e escolher o tipo de agendamento de perícia necessário.

Neste processo, independente da plataforma, dois pontos são importantes: o segurado pode verificar as agências abertas e que estão realizando perícias pelo covid.inss.gov.br/.

Outro ponto é o dia da ida presencial a uma unidade do INSS. Por causa da pandemia, o instituto instrui os segurados a seguir alguns protocolos de segurança e higiene, como uso obrigatório de máscaras, ida sem acompanhantes (só em casos de extrema necessidade), aferição de temperatura nas entradas das agências, distanciamento entre pessoas, além da disponibilização de álcool em gel 70% em diferentes pontos dos estabelecimentos para higienização das mãos.

INSS: TUDO que você precisa saber para agendar ou remarcar perícia médica
INSS: TUDO que você precisa saber para agendar ou remarcar perícia médica (Imagem: Reprodução / Google)

Telemedicina adianta perícias do INSS

Uma proposta da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho encaminhada ao Tribunal de Contas da União (TCU) prevê a realização de perícias médicas do INSS através da telemedicina, especificamente para os casos de concessão de auxílio doença.

A proposta passará por uma fase de testes, a ser realizada no período entre os dias 3 de novembro e 31 de dezembro deste ano.

A medida adianta a fila de segurados que necessitam de atendimento, além de diminuir os atendimentos presenciais em tempos de pandemia. Vale ressaltar que a proposta não atenderá os casos de prorrogação do auxílio doença, conversão deste benefício em aposentadoria por invalidez ou auxílio acidente e reabilitação profissional.

Após o exame por telemedicina, que deve ser acompanhado por um médico do trabalho da empresa do segurado, o resultado pode conceder o auxílio doença, negá-lo, ou pedir para que o funcionário compareça a uma agência para que seja examinado mais detalhadamente, caso o perito acredite na necessidade.

AvatarIsabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.