19 mil CNHs deixam de ser emitidas pelo Detran-MS durante ano de pandemia

Pandemia do novo coronavírus afeta funcionamento dos departamentos de trânsito. Nessa semana, o Detran do Mato Grosso do Sul informou que cerca de 19 mil CNHs deixaram de ser emitidas mediante aos efeitos do covid-19. Um dos principais motivos para tamanha redução foi o fechamento das unidades presenciais durante o período de crise da doença.

19 mil CNHs deixam de ser emitidas pelo Detran-MS durante ano de pandemia (Imagem: Google)
19 mil CNHs deixam de ser emitidas pelo Detran-MS durante ano de pandemia (Imagem: Google)

A chegada do covid-19 afetou os atendimentos de diversos serviços no Mato Grosso do Sul. Entre eles, o Detran apresentou uma redução drástica no número de emissões das CNHs.

De acordo com o órgão, entre março e setembro de 2019, foram 29.549 documentos desenvolvidos. Já este ano, registrou-se apenas 10.418 novas carteiras de habilitação concluídas. Ou seja, uma queda total de 64,7%.

Prazos modificados

Para tentar minimizar os efeitos do Covid, o Detran vem realizando uma série de alterações em seus cronogramas. O prazo para a emissão da carteira de habilitação passou a ser indeterminado, permitindo que os cidadãos consigam ter um maior espaçamento para realizar o agendamento dos exames.

É válido ressaltar, no entanto, que esta não é a primeira vez em que o órgão precisa modificar o cronograma. Inicialmente, o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) informou que a emissão da CNH poderia ser feita no limite de 12 para 18 meses.

De acordo com o Detran MS, aqueles que tiveram o documento cancelado a partir do dia 20 de março ganharam uma prorrogação para 20 de setembro, mas agora passam a ter um prazo sem data limite para que as aulas práticas e demais exames médicos sejam realizados e assim os documentos possam ser emitidos.

Wagner Roberto Prado, presidente do SINDCFC-MS (Sindicato dos Centros de Formação de Condutores), explicou que de segunda a sexta-feira, 160 exames práticos estão sendo feitos no Detran e 140 aos sábados.

A quantia é muito inferior ao normal em períodos pré pandemia o que impacta diretamente no fluxo de serviço do órgão.

“A demora que está acontecendo é vagas para agendamento de exame prático que é realizado por examinadores Detran. Devido a pandemia o número de agendamento de exame dias está reduzido para não haver aglomeração”, disse Prado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.