Ibovespa abre o dia registrando altos e baixos; dólar atinge R$5,59

Nesta quinta-feira (24) houve variação no Ibovespa, como forma de recuperação de baixas recentes. O dólar registou leve alta durante o dia. Houve algumas preocupações recentes entre os investidores, como a possível manutenção da taxa Selic pelo Banco Central e a alta de casos do COVID-19 na Europa.

publicidade
Ibovespa abre o dia registrando altos e baixos; dólar chega a R$5,59
Ibovespa abre o dia registrando altos e baixos; dólar chega a R$5,59 (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

Com relação ao valor do dólar registrado hoje, houve aumento a R$ 5,595 na compra, com crescimento de 0,16%. Na venda, foi registrado o valor de R$ 5,596. O dólar futuro subiu para R$ 5,599, em 0,13%. O Ibovespa registrou pequena alta aos 95.834 pontos às 10h12.

O DI para Janeiro registrou queda de três pontos-base a 2,96%. Para janeiro de 2023, registrou a perda de dois pontos-base a 4,46%. Já em 2025, diminuiu em um ponto-base a 6,47%, com relação ao mercado de juros futuros.

Possível alta da Selic

No Brasil, apesar do risco de alta na inflação, o Banco Central alega que não pretende subir a Selic. A exceção seria caso houvesse proximidade das metas em relação às expectativas de inflação.

“O Copom não pretende reduzir o grau de estímulo monetário, a menos que as expectativas de inflação, assim como as projeções de inflação de seu cenário básico, estejam suficientemente próximas da meta de inflação para o horizonte relevante de política monetária, que atualmente inclui o ano-calendário de 2021 e, em grau menor, o de 2022”, alega.

“Essa intenção é condicional à manutenção do atual regime fiscal e à ancoragem das expectativas de inflação de longo prazo”, conclui.

Pandemia na Europa preocupa

O risco do novo lockdown na Europa ainda segue preocupando os investidores. Caso aconteça definitivamente, haveria novos prejuízos econômicos. Hans Kluge, diretor da Organização Mundial da Saúde na Europa havia alertado semana passada sobre a gravidade da segunda onda do COVID-19.

“Estamos diante de uma situação muito grave. Os novos casos semanais na Europa já superam os registrados durante o primeiro pico da pandemia. Na semana passada foram contabilizados mais de 300.000 infectados, afirma.

Como resultado, hoje às 6h28, a bolsa de Paris teve queda de 0,49%. A de Londres diminuiu 0,60%. A de Frankfurt registrou baixa de 0,30%. A bolsa de Lisboa reduziu em 0,86%. Já em Milão, houve queda de 0,06%.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.