Fraude milionária em benefícios do INSS é descoberta no Piauí e Maranhão

A Operação Urbsluzia identificou uma organização criminosa que fraudava benefícios previdenciários do INSS nos estados do Piauí e no Maranhão. A quadrilha contava, inclusive, com servidores do Instituto Nacional do Seguro Social e da policial militar.

Fraude milionária em benefícios do INSS é descoberta no Piauí e Maranhão
Fraude milionária em benefícios do INSS é descoberta no Piauí e Maranhão (Imagem: Reprodução/Google)

A Força-Tarefa Previdenciária e Trabalhista do Ministério da Economia apresentou ontem, segunda-feira (21), a Operação Urbsluzia, que investiga uma fraude milionária de pensão por morte e salário-maternidade nos estados do Piauí e no Maranhão.

O juiz da 1ª Vara Federal em São Luís (MA), Roberto Carvalho Veloso, determinou o cumprimento de oito mandatos de busca e apreensão dos investigados de participação da organização criminosa e outras medidas restritivas de direitos.

Sete investigados de participar do esquema de fraudes tiveram a instalação de tornozeleira eletrônica, com o intuito de rastrear os seus movimentos e inibir a fuga durante as investigações sobre as fraudes envolvendo benefícios previdenciários.

Segundo o Ministério da economia, o servidor investigado do Instituto Nacional do Seguro Social foi afastado de suas funções por determinação judicial. Os mandados foram cumpridos nos municípios de Luzilândia (PI), Mata Roma (MA) e Tutóia (MA).

Em Tutóia as buscas aconteceram na agência da Previdência Social onde era realizado o processamento dos benefícios fraudados, segundo a investigação da Força-Tarefa.

Fraude nos benefícios do INSS

A quadrilha inseria dados falsos no sistema previdenciário para obter o benefício. Segundo a investigação o prejuízo foi de R$ 1,8 milhão, porém, se não fosse descoberto à perda seria muito maior, podendo chegar a R$ 4,2 milhões.

Os policiais militares, que estão sobre suspeita de participação na fraude, garantiam o recebimento do saque nas agências bancárias fazendo a segurança da pessoa que realizava a ação.

“Os supostos segurados eram cooptados por familiares do servidor e também contavam com apoio de um policial militar para dar segurança no momento dos saques, em espécie, dos benefícios junto à rede bancária”, explicou o Ministério da Economia.

A Força-Tarefa Previdenciária e Trabalhista do Ministério da Economia acredita que ainda serão descobertos mais prejuízos, já que agora estão analisando os documentos apreendidos. Segundo a pasta, pode haver mais fraudes em outros benefícios previdenciários.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA