Micro e pequenas empresas são beneficiadas com redução nos juros para crédito

Pequenas empresas ganham novo suporte financeiro. Mediante os desdobramentos da crise econômica motivada pelo covid-19, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Caixa Econômica Federal criaram um novo programa de créditos com redução de juros. Foram assinados 35 contratos, com o valor total de R$ 7 bilhões resguardados pelos Fundos Garantidor para Investimentos (FGI) e de Garantia de Operações (FGO).   

Micro e pequenas empresas são beneficiadas com redução nos juros para crédito (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)
Micro e pequenas empresas são beneficiadas com redução nos juros para crédito (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

As novas linhas de crédito serão destinadas para os pequenos e médios empresários que tiveram o faturamento negativado pela pandemia.

Dessa forma, para incentivar a contratação, será aplicada uma redução de juros de até 28% tendo como tempo total de carência 60 meses para concluir o pagamento.  

De acordo com o CNI, dos R$ 7 bilhões, R$ 5,3 já foram aprovados, ainda em julho, através do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

Já os demais de R$ 1,7 milhão estão sendo operacionalizados pela rede do Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC), localizada em 22 estados.  

Como funcionará  

A linha de crédito contará com condições especiais de juros e pagamento e os contratantes ainda receberão instruções de apoio de profissionais especializados do NAC para saberem lidar com os efeitos da crise econômica.

A ideia é que, a partir desse ‘treinamento’, os pequenos empresários saibam identificar qual a melhor alternativa de crédito ofertada.  

Além dos recursos já citados, o pacote incluirá benefícios como o Cartão Empresarial, que terá a isenção da primeira anuidade para empresas com domicilio bancário de recebíveis na Caixa e seis meses de isenção total ou 12 meses com 50% de isenção para adesão na cesta de serviços para novos correntistas ou correntistas sem cesta.  

Linhas de crédito 

Ao todo, serão ofertadas três modalidades: 

  • Capital de giro pós-fixada, feita para empresas com faturamento anual fiscal superior a R$ 360 mil, com juros a partir de 0,83% ao mês mais Taxa Referencial (TR), prazo de até 60 meses e carência automática de três meses;  
  • Capital de giro prefixada, contempla micro e pequenas empresas, com juros a partir de 1,19% ao mês, prazo de 48 meses e carência automática de três meses;  
  • BDC – Bens de Consumo Duráveis com taxa pós-fixada, com juros a partir de 0,92% ao mês, prazo de até 60 meses e até seis meses de carência. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA