As vagas remanescentes para ingressar nas instituições com bolsas do Programa Universidade Para Todos (Prouni) foram abertas na terça-feira (15). A expectativa era de ansiedade por muitos candidatos que aguardavam o momento para ter a chance de ingressar na faculdade. A realidade, porém, foi oposta. Na manhã do primeiro dia de inscrição, o site do Prouni se quer carregou.

publicidade
Inscrições do Prouni 2020.2 são marcadas por FALHA no site e reclamações dos estudantes
Inscrições do Prouni 2020.2 são marcadas por FALHA no site e reclamações dos estudantes (Imagem: Montagem/FDR)
publicidade

Entrar no portal era requisito obrigatório para se inscrever, uma vez que a primeira parte do processo é toda on-line e não presencial. Para garantir a bolsa, muitos alunos preferiram se antecipar e fazer o cadastro no primeiro dia, mas não conseguiram.

Como todo acontecimento do século 21, as reclamações por causa da falha no site chegaram nas redes sociais. Os problemas apontados pelos candidatos eram diferentes.

Enquanto alguns não conseguiam alterar a opção de curso, outros se queixavam por não constar o registro de sua participação no Enem – quesito também obrigatório na inscrição.

No Twitter, um dos candidatos publicou uma foto da tela em que aparece uma falha no sistema. Segundo o rapaz, que usa o nome de Pedro, ele teria perdido nove vagas no Programa por causa do erro.

Na mensagem, criticou a administração do Ministério da Educação. “O Prouni está na mão de péssimas pessoas! Deixo aqui minha indignação pela péssima administração!”, escreveu.

Outro perfil, que tem o nome de Paulo, também usou prints da tela do computador para fazer a queixa. Segundo ele, a página foi paralisada às 14h e voltou às 17h, mas não resolveu todos os problemas, como a opção da escolha do curso.

 

Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.