PONTOS CHAVES

  • Inscrições nas vagas remanescentes do Prouni vão até 30 de setembro
  • Candidatos podem conseguir 100% ou 50% do benefício
  • Participação no Enem mais recente é obrigatório para se candidatar
  • Inscrição não assegura concessão da bolsa

O Ministério da Educação (MEC) divulgou o edital para as vagas remanescentes do Programa Universidade para Todos (Prouni). Trata-se de um processo de seleção de bolsas ofertadas para o segundo semestre deste ano. Ao todo, são oferecidas mais de 90 mil oportunidades. O estudante interessado deve ficar atento para não perder o período de inscrição, que começa nesta terça-feira (15) e vai até o dia 30 deste mês.

publicidade
Prouni 2020.2: O que é preciso saber antes de se inscrever nas vagas remanescentes?
Prouni 2020.2: O que é preciso saber antes de se inscrever nas vagas remanescentes? (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

As vagas remanescentes são dedicadas exclusivamente aos alunos que se inscreveram em uma instituição privada, mas não foi aprovado durante o processo seletivo regular.

A disponibilidade das bolsas pode ocorrer por diversos fatores, com desistência de candidatos que haviam sido previamente selecionados ou por falta de documentação dos mesmos.

Quem pode se inscrever e como?

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, obrigatoriamente, na página on-line do Prouni.

Para concorrer às bolsas integrais, que custeiam 100% do valor cobrado pelas instituições, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo.

Já para as bolsas parciais, de 50%, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Também é pré-requisito para a inscrição no Prouni, ser estudante brasileiro sem diploma de curso superior e que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de médias das notas. É obrigatório também que o aluno não tenha zerado a redação.

Pessoas com deficiência ou não-estudantes também podem participar. No segundo caso, devem ser professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrante do quadro de pessoal permanente da instituição pública, e concorrente a bolsas em cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica.

Prouni 2020.2: O que é preciso saber antes de se inscrever nas vagas remanescentes?
Prouni 2020.2: O que é preciso saber antes de se inscrever nas vagas remanescentes? (Imagem: Montagem/FDR)

Detalhes da inscrição

A lista de instituições e cursos que disponibilizam bolsas remanescentes do Prouni ficam disponíveis no sistema de inscrição.

O candidato pode escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil.

A conclusão da inscrição não assegura ao candidato a concessão da bolsa, uma vez que ela está condicionada à comprovação do atendimento dos requisitos exigidos para conseguir o benefício.

De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Educação, os candidatos que já estão matriculados em uma instituição privada de educação superior podem se inscrever em uma bolsa remanescente desde que seja na mesma instituição de ensino.

A bolsa, porém, não terá efeito retroativo para fins de mensalidade, ficando vigente a partir da data de emissão do Termo de Concessão de Bolsa Remanescente.

Os candidatos que se inscreveram em uma opção de bolsa e decidiram alterá-la devem se atentar ao período de inscrição, pois a mudança só pode ser feita enquanto o sistema permanecer aberto.

Ao confirmar a alteração ou o cancelamento da inscrição, a bolsa na qual o candidato estava inscrito volta a ser disponibilizada para inscrição de novo candidato.

É preciso ficar atento pois, caso esse candidato mude de ideia, a bolsa pode não estar mais disponível para sua inscrição.

A atenção dobrada vale também para aqueles que não estão matriculados em um curso superior, mas desejam se inscrever a uma bolsa remanescente.

Se no momento da matrícula do estudante, o curso tiver mais de 25% do período letivo realizado, a instituição garantirá seu ingresso na abertura do próximo semestre mediante a emissão de Termo de Concessão de Bolsa e suspensão até o período letivo seguinte. Ou seja, será preciso esperar mais seis meses para o início das aulas.

Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.