Renda Fixa: O que é? É arriscado? Quais são os investimentos? Saiba tudo!

A renda fixa é modalidade de investimento com regras previamente estabelecidas. Por conta disso, ela difere de renda variável, que pode haver maior prejuízo pela rentabilidade não ser garantida. Confira mais detalhes sobre uma das melhores formas de investimento com segurança:

publicidade
Descubra mais detalhes sobre a modalidade de investimento renda fixa
Descubra mais detalhes sobre a modalidade de investimento renda fixa (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

O que é a renda fixa?

Renda fixa se refere aos investimentos que possuem maior previsibilidade de rendimento, em que a rentabilidade tem regras definidas previamente. A forma da remuneração é determinada antes da aplicação financeira.

É recomendado para pessoas iniciantes e mais conservadoras no mercado financeiro. Oferece menos risco aos principiantes que a Bolsa de Valores, por exemplo. Caso o indivíduo não tenha reserva de emergência, a renda fixa pode ser uma grande opção.

Ela pode ser apresentada em um percentual mensal ou em algum índice, sendo o CDI o índice de referência mais comum.

Tipos de renda fixa

  • Poupança: Esta é a opção mais tradicional, em que muitas pessoas investem pela facilidade e acessibilidade. Menores de idade, representados pelos pais, também podem ser incluídos na poupança. Não precisa de pagamento de Imposto de Renda.
  • Tesouro Direto: Programa para negociação de títulos públicos federais, que faz parte do Tesouro Nacional. Há opção de títulos prefixados e pós-fixados nessa modalidade.
  • LCI e LCA: A Letra de Crédito Imobiliário e a Letra de Crédito do Agronegócio são emitidas por bancos e instituições financeiras. O dinheiro é emprestado ao banco para receber a taxa de juros posteriormente. Eles contam com garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).
  • CDB e RDB: O Certificado de Depósito Bancário e o Recibo de Depósito Bancário são aplicações em títulos de bancos. Eles também estão assegurados no FGC. Quanto maior o recurso e tempo investido, melhor será a remuneração.
  • Debênture: é a forma de captação utilizada por empresas para o financiamento de projetos. Não tem a garantia do FGC, diferentemente das aplicações bancárias.
  • Fundos de investimento: Modalidade de investimento coletivo. Possuem diversos tipos, sendo em boa parte registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). São divididos nas categorias de prefixados e pós-fixados.

Diferença entra a renda fixa e a renda variável

A renda fixa oferece a forma de cálculo da remuneração previamente definida, por isso é mais segura. Por outro lado, a renda variável apresenta alterações no preço das ações a todo tempo. Por conta desse risco, também pode ser mais rentável caso as coisas ocorram bem.

Investimento prefixado e pós-fixado

No título prefixo é possível ter o conhecimento prévio do rendimento que o dinheiro terá. Ele possui uma porcentagem anual. Agora, o pós-fixado acompanha um indicador, como a inflação, por exemplo. Dessa forma, a pessoa só saberá o resultado na data de vencimento.

Como acontece o investimento?

O investimento acontece pelo “empréstimo” do dinheiro ao emissor. Como resultado, a pessoa espera esse retorno do dinheiro com juros. A aplicação do dinheiro pode ser ao governo, empresas ou bancos. Outra opção é o investimento pelos fundos de investimentos, como citado acima.

Para acontecer o investimento, a pessoa interessada deve procurar algum emissor para conhecer as condições existentes no mercado financeiro. Vale lembrar que o retorno não é garantido. Apesar de a renda fixa ser mais segura, ainda há possibilidade de não ter o resultado esperado.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.