São Paulo retoma atendimento presencial nas escolas a partir de hoje (8)

A partir de hoje, terça-feira (8), as escolas do estado de São Paulo estão autorizadas a oferecer atividades de reforço aos estudantes. São 128 municípios que irão aderir ao novo serviço, pois os demais 517 resolveram voltar com as aulas presenciais em outubro.

São Paulo retoma atendimento presencial nas escolas a partir de hoje (8)
São Paulo retoma atendimento presencial nas escolas a partir de hoje (8) (Imagem: Reprodução/Google)

As aulas presenciais do estado paulista estão previstas para voltar no dia 7 de outubro, porém, alguns municípios estão ofertando atividades de reforço escolar a partir de hoje, terça-feira (8). Essa novidade é válida para as escolas públicas e particulares.

Os serviços ofertados são: reforço escolar, tutoria e atividades esportivas. Porém, para isso, é necessário que a região esteja fase amarela do plano de flexibilização econômica há, pelo menos, 28 dias.

Muitos municípios preferiram não aderir à permissão já que o Governo do estado deu autonomia às prefeituras. Por esse motivo, apenas 128 dos 645 municípios irão reabrir as escolas para as atividades permitidas.

Os alunos só poderão participar se os pais autorizarem. Além disso, os estudantes e profissionais do grupo de risco não poderão participar das atividades, permanecendo, obrigatoriamente, de forma remota.

De acordo com o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, as aulas retornarão aos poucos, de acordo com cada cenário. Além disso, mesmo com o retorno marcado para o dia 7 de outubro, os pais, alunos e as escolas poderão decidir se voltam ou não.

Segundo Rossieli, “Acho que a gente tem que começar a voltar lentamente. A gente tem ainda a decisão sobre outubro (…) não temos ainda nem a certeza à volta às aulas em outubro, estou falando de atividades curriculares que, se voltar, não serão obrigatórias aos alunos na primeira etapa estarem presencialmente.”.

As aulas presenciais só voltarão caso todo o estado esteja na fase amarela durante o mês de setembro, pois é necessário que a bandeira permaneça durante um mês para retornar algumas atividades, inclusive o ensino presencial.

De acordo com o secretário as aulas irão voltar no momento certo, no qual todos estarão protegidos e seguros. “Nós temos que ter certeza que será o momento adequado. Se não for, a prioridade nesse momento é salvar vidas.”, afirmou Rossieli Soares.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.