Volta às aulas: 5 estados já têm previsão para o retorno; veja situação nos demais

PONTOS CHAVES

  • Previsão de retorno pode ser alterado em decorrência da pandemia
  • No Maranhão, cerca de três escolas suspenderam as atividades após os professores terem testado positivo para o coronavírus
  • O único estado do país que retornou com as aulas presencias foi o Amazonas no dia 10 de agosto.

A pandemia do coronavírus interrompeu as aulas presenciais em todas as escolas do país. Até o momento, somente os estados do Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo possuem uma previsão para volta às aulas.

Volta às aulas: 5 estados já têm previsão para o retorno; veja situação nos demais
Volta às aulas: 5 estados já têm previsão para o retorno; veja situação nos demais (Imagem Google)

O único estado do país que retornou com as aulas presencias foi o Amazonas no dia 10 de agosto.

Mesmo nestes estados que possuem previsão de retorno, as datas ainda podem ser alteradas de acordo com evolução da pandemia do novo coronavírus.

Nos outros estados e no DF, ainda não existe nenhuma previsão de retorno das aulas presencias. É o que acontece também nas redes municipais das capitais e na rede privada.

As aulas presencias nas escolas estão suspensas desde o mês de março quando a pandemia do coronavírus começou.

Confira a previsão de volta às aulas nas redes estaduais, municipais e capitais e também na rede privada.

Rede estadual

  • Amazonas: retornou em 10 de agosto; professores solicitaram ao governo a suspensão das aulas em decorrência do aumento de casos de Covid-19 na categoria
  • Rio Grande do Sul: retorno na primeira quinzena de setembro, sem data estimada, começando pela educação infantil
  • Pará: nesta terça, 01, (englobando os ensinos infantil, fundamental, médio e superior. É válido para municípios que forem classificados com as bandeiras amarela, verde e azul)
  • Rio de Janeiro: 5 de outubro (para começar, deverá ser priorizado o retorno às aulas no 9°ano do ensino fundamental e no 3°ano do ensino médio para viabilizar a formatura dos alunos)
  • São Paulo: 7 de outubro (Na primeira fase, somente 35% dos alunos de cada classe poderão frequentar as escolas a cada dia. Sendo assim, em um dia vai um grupo, em outro dia, o outro)
  • Santa Catarina: a partir de 13 de outubro (previsão é que comece com alunos de ensino técnico e ensino médio)
  • Estados ainda sem previsão: Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Volta às aulas nas redes municipais das capitais

Já na rede municipal, somente três das capitais divulgaram sua intenção de volta às aulas, que também estão sujeitas a alterações devido ao coronavírus:

  • Belém (PA): em setembro, ainda sem data estipulada. O formato adotado será será híbrido, com uma parcela dos alunos presencialmente e outra parcela com atividades educacionais não presenciais
  • Florianópolis (SC): da mesma forma que a rede estadual, a previsão é que a retomada aconteça a partir de 13 de outubro, com retomada gradual
  • São Luís (MA): é esperado que a retomada seja em setembro, sem data ainda definida. Quando houver a volta, as atividades presenciais serão fritas três dias por semana, enquanto os demais alunos estarão em aulas remotas, transmitidas por meio de teleaulas.
  • Demais capitais: sem previsão ou sinalização de data em decorrência da pandemia.
Escolas Particulares (Imagem: Google)

Rede privada

Nas escolas da rede privada, as aulas retornaram no dia 6 de julho em Manaus, a primeira capital do Brasil a voltar com as aulas presenciais. No dia 3 de agosto em cerca de 50 escolas particulares do estado do Maranhão.

Já no Maranhão, cerca de três escolas suspenderam por alguns dias as atividades após os professores terem testado positivo para o coronavírus. A mesma situação aconteceu em colégios da Polícia Militar em Manaus.

Em cinco estados, incluindo o Distrito Federal, existe possibilidade de retomada:

  • Ceará: Nesta terça,1, começando com creches e pré-escolas em Fortaleza; a ida é opcional
  • Rio Grande do Sul: na primeira quinzena de setembro, sem data estipulada e gradualmente
  • Rio de Janeiro: 14 de setembro, limitado a um terço da capacidade de alunos em aulas presenciais
  • Santa Catarina: a estimativa é que a retomada se dê a partir de 13 de outubro, com retomada gradual
  • Mato Grosso do Sul: 10 de setembro, também de maneira escalonada
  • Distrito Federal: aulas tinham previsão de retorno em julho na rede privada, porém estão suspensas pela Justiça. No dia 25 de agosto, ficou definido que a retomada acontecerá a partir de 21 de setembro. O governo distrital sinalizou que homologará o que for decidido.
  • Demais estados: ainda sem previsão.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.