IRPF: Onde será depositada a minha restituição?

A Receita Federal está finalizando os lotes de restituição deste ano. Até o momento, já foram depositados três lotes de cinco. O 4º lote do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) será depositado nas contas dos beneficiários nesta segunda-feira, 31 de agosto. Sabendo isso, onde esse valor será depositado? 

IRPF: Onde será depositada a minha restituição?
IRPF: Onde será depositada a minha restituição? (Imagem: reprodução Google)

O crédito restituído será depositado em conta corrente ou poupança em nome do próprio beneficiário do pagamento, conforme os dados inseridos na declaração.  

O crédito bancário do 4º lote de restituição será para cerca de 4,47 milhões de contribuintes. O valor total é de R$5,7 bilhões que vão ser repassados. 

Consulta dos próximos lotes de restituição do IRPF

O contribuinte pode saber se o seu dinheiro foi liberado de três formas:

O processo é bem simples, basta inserir o CPF e a data de nascimento para que o sistema reconheça a sua declaração e informe se o seu pagamento está ou não no próximo lote.

Outra opção para consultar as informações é utilizar o Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC). 

Ao acessar a página, basta seguir o serviço Restituição e Compensação, item Restituição do IRPF, opção Extrato de Processamento da DIRPF.

Calendário de pagamentos

  • 1º lote: 29/05/2020 (pago)
  • 2º lote: 30/06/2020 (pago)
  • 3º lote: 31/07/2020 (pago)
  • 4º lote: 31/08/2020 
  • 5º lote: 30/09/2020

Primeiramente, no lote inicial, os beneficiários que receberam o dinheiro foram os idosos a partir de 60 anos, pessoas com deficiência e também professores, desde que o magistério seja sua maior fonte de renda.

Em seguida, a partir do segundo lote, foram incluídos aqueles que enviaram a declaração do IRPF mais cedo. Inicialmente, o prazo para entrega do documento era 30 de abril, mas devido a pandemia a Receita prorrogou este fechamento por mais 30 dias.

Os contribuintes podem consultar se estão na malha fina por meio do extrato do Imposto de renda no site da Receita, que é chamado de e-CAC (Centro Virtual de Atendimento.

Para ter acesso é necessário utilizar o código de acesso que é gerado na página da Receita Federal, ou o certificado digital emitido por uma autoridade habilitada.

Depois de verificar inconsistências pela Receita, o contribuinte deve enviar uma declaração retificadora. Cair na malha fina impede que o contribuinte receba seu dinheiro de volta na restituição.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.