UEL diminuí valor da taxa de inscrição para o vestibular 2021

Foi reduzido o custo da taxa de inscrição para o Vestibular do próximo ano na Universidade Estadual de Londrina (UEL), em Londrina, no norte do Paraná. Agora, o valor será de cerca de R$135.

publicidade
UEL diminuí valor da taxa de inscrição para o vestibular 2021
UEL diminuí valor da taxa de inscrição para o vestibular 2021 (Foto: Google)
publicidade

Antes disso, a taxa de inscrição era de R$153 reais, a redução desta taxa foi de 12% neste ano.

Segundo o governo estadual, as inscrições terão o prazo para serem realizadas entre 14 de setembro até 30 de outubro, no site da Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops).

A prova deve ser aplicada no dia 14 de março do próximo ano, esse adiamento foi por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Aqueles que desejam a isenção da taxa devem realizar a inscrição para a análise econômica entre o período de 31 de agosto até o dia 10 de setembro, no site da Cops.

O resultado final vai ser informado no dia 23 de setembro, segundo o governo estadual.

Além disso, a UEL deve conceder cerca de 50% e 30% de descontos, de acordo com as condições que serão apresentadas ao candidato.

Local de prova do vestibular 2021 UEL 

De acordo com o governo estadual,a próxima edição do vestibular deve contar com 60 locais de sala e com mais de 1,2 mil salas.

Sendo assim, é possível fazer um distanciamento social seguro entre os realizadores da prova.

Cerca de 2,5 mil pessoas vão trabalhar na aplicação e fiscalização do concurso, de acordo com o governo estadual.

Veja a lista de obras literárias para o Vestibular 2021 e 2022:

  • A palavra algo – Luci Collin (Iluminuras, 2016)
  • Amor de perdição – Camilo Castelo Branco (Melhoramentos, 2013)
  • Casa de pensão – Aluísio Azevedo (Martin Claret, 2013)
  • Clara dos Anjos – Lima Barreto (Martin Claret, 2011)
  • Contos novos – Mário de Andrade (Nova Fronteira, 2015)
  • Eles não usam black-tie – Gianfrancesco Guarnieri (Civilização Brasileira, 2017)
  • Histórias que os jornais não contam – Moacyr Scliar (LPM Editores, 2017)
  • O vendedor de passados – José Eduardo Agualusa (Tusquets, 2018)
  • Poemas escolhidos de Gregório de Matos – Gregório de Matos (Companhia das Letras, 2011)
  • Quarto de despejo – Carolina Maria de Jesus (Ática, 2019).

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.