Volta às aulas em SP: Governo Doria não acredita no retorno em 2020

A volta às aulas presenciais no estado de São Paulo está marcada para o dia 7 de outubro, mas ainda é uma incerteza para muitos, inclusive, para alguns membros da gestão do governador João Doria (PSDB).

Volta às aulas em SP: Governo Doria não acredita no retorno em 2020
Volta às aulas em SP: Governo Doria não acredita no retorno em 2020 (Imagem Google)

Ao que tudo indica, integrantes do governo de Doria consideram inviável que as aulas presencias voltem a acontecer nesta data.

Entre estes membros, existe quem acredita que as escolas só conseguirão reabrir no ano que vem, mesmo isso sendo considerado prioridade.

Na capital, o prefeito Bruno Covas (PSDB), declarou que não daria o primeiro passo de reabrir as escolas para a realização de atividades de reforço no mês que vem. Esta medida já foi autorizada pelo governador do estado, porém a última palavra é dos prefeitos.

A declaração de Covas pegou o governo estadual, que tinha apoio municipal, de surpresa. Após o comunicado, outros prefeitos já estudam seguir o pensamento de Bruno Covas, que fez a vontade da população.

Há algumas semanas, o Datafolha divulgou que 79% das pessoas preferem que as escolas fiquem fechadas.

Governo de São Paulo amplia horário de funcionamento dos comércios

Foi confirmado pelo governo de São Paulo, o aumento de seis para oito horas por dia do horário de funcionamento do comércio e serviços já autorizados a reabrir em cidades que estão na fase amarela do Plano São Paulo.

O decreto começou a vigorar hoje (21). Fica a critério dos empresários optarem por uma jornada contínua ou fracionada de abertura e também em qual turno desejam funcionar: manhã, tarde ou noite.

Estas possibilidades já estavam disponíveis para o setor de bares e restaurantes e passa a valer para todos os setores. As novidades foram comunicadas em uma coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Flávio Amary, o secretário de habitação que realizou a interlocução com os setores do comércio, shoppings e demais setores da economia, elogiou o trabalho do Centro de Contingência.

“É uma notícia positiva para todos os setores, que buscaram por esse pleito diluir as ocupações”, comemorou.

Os debates a respeito da ampliação já vinham acontecendo pelo Centro de Contingência ao Coronavírus. Representantes de diversos setores procuraram o governo do estado solicitando a ampliação de horário.

Eles alegavam que com um tempo de abertura maior, o atendimento seria diluído, o que diminuiria possíveis aglomerações.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.