Veja erros que não podem ser cometidos quando for pedir sua aposentadoria do INSS

Solicitações da aposentadoria podem ser antecipadas mediante procedimentos corretos. Atualmente, muito se fala sobre as filas nas concessões de benefício do INSS. Para aqueles que desejam dar entrada em suas aposentadorias, o procedimento é longo e passa por uma série de avaliações promovidas pela administração do órgão. Se você deseja começar a receber seus salários de previdência, fique atento as dicas para evitar entraves no processo.  

Veja erros que não podem ser cometidos quando for pedir sua aposentadoria do INSS
Veja erros que não podem ser cometidos quando for pedir sua aposentadoria do INSS (Imagem: Google)

A aposentadoria do INSS é concedida mediante uma série de regras determinadas pelo instituto. Para que o cidadão tenha o benefício aprovado, é preciso estar incluso nas normas que variam de acordo com a profissão, idade e histórico trabalhista.

Abaixo, listamos alguns erros que você deve evitar ao dar entrada no seu pedido previdenciário. Confira:

Documentação incompleta no INSS

O primeiro passo de triagem do INSS se dá a partir da avaliação dos documentos do candidato. Mais do que avaliar a identidade e dados de identificação pessoal, a administração do órgão verifica ponto a ponto do histórico trabalhista. Dessa forma, a carteira de trabalho e guias de recolhimento tornam-se essenciais para a aceitação.

Antes de entrega-los, verifique se seu histórico condiz com a realidade vivenciada e se todos os informes estão devidamente atualizados e aplicados conforme exige o INSS.

A depender do tipo de aposentadoria solicitada, você deverá ser submetido a outros formulários, como o Perfil Profissiográfico Previdenciário, onde se é calculado o tempo de jornada.  

Dados divergentes 

Similar ao ponto anterior, depois que levantar toda a documentação, você precisa conferir se ela está vigente. Para isso, basta acessar fontes como a Receita Federal e seus históricos de contribuinte para verificar se o pedido de aposentadoria pode ou não ser formalizado. 

Em caso de alteração de endereço, mudança de nome (pessoas casadas e divorciadas), mudança nos meios de contato, entre outras coisas, por mais simples que pareça ser, pode resultar em atrasos de meses na concessão do seu benefício. Dessa forma, é importante verificar se tudo está atualizado nos portais do Governo Federal. 

Não saber em qual regra se encaixa 

Por fim, fique atento as regras do seu perfil previdenciário. Antes de dar entrada é preciso entrar em contato com um agente ou especialista de previdência para que ele verifique seu histórico trabalhista e assim consiga aplica-lo no melhor cenário possível.

Há aposentadoria por tempo de trabalho, sistema de transição, contribuição, entre outras e cada uma delas possui normas diferentes para a aceitação. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.