Cartão-merenda SP: Passo a passo para solicitar o seu auxílio

No dia 30 de julho, a Prefeitura de São Paulo anunciou que todos os alunos da rede pública do município terão acesso ao cartão-merenda. De acordo com o prefeito Bruno Covas, o benefício vai ser enviado para a escola e os pais ou responsáveis serão avisados para que possam retirar o cartão.

Cartão-merenda SP: Passo a passo para solicitar o seu auxílio
Cartão-merenda SP: Passo a passo para solicitar o seu auxílio (Imagem: Reprodução Google)
publicidade

Para fazer o cadastro, a família do aluno deve acessar o endereço https://educacao.sme.prefeitura.sp.gov.br/cartao-merenda/.

O prefeito ainda informou que existe um prazo para o cadastramento. “Os alunos que ainda não estão recebendo, a partir de hoje eles podem se cadastrar no site da Secretaria Municipal de Educação. Eles terão até o dia 9 de agosto para poder fazer esse cadastro”, disse Covas.

Quando o projeto foi iniciado, o intuito era atender apenas os estudantes que são beneficiários do Bolsa Família. Porém, no mês de junho, o projeto se estendeu para mais 250 mil estudantes.

Agora, com as reclamações das diretorias de ensino da cidade, o programa está oferecendo o benefício para todos os alunos.

A gestão municipal afirma que mais de 600 mil alunos já estão recebendo o vale-alimentação desde que o projeto começou. A ideia é que ele substitua a merenda para essas crianças e adolescentes da rede pública.

Segundo Covas, todos os alunos poderão solicitar o benefício, mesmo que não estejam cadastrados no Bolsa Família e nem no Cadastro Único (Cadúnico).

Alterações nas regras do cartão-merenda

Como já citamos, inicialmente, o programa visava atender estudantes famílias em situação de extrema pobreza e cadastradas no Bolsa Família, durante a pandemia de coronavírus.

No mês de abril, a Defensoria e o Ministério Público conseguiram na Justiça que os governos estendessem a alimentação escolar a todos os estudantes da educação básica. Isso foi conquistado por conta do Plano Nacional de Alimentação Escolar, que continuava gerando verbas ao governo e estava sendo pago pelos estudantes.

Na época, a prefeitura e o governo do estado recorreram e conseguiram derrubar a nova medida. Pouco tempo depois, as diretorias de ensino de mobilizaram e conseguiram que o benefício fosse liberado para mais alunos.

Os valores variam, os alunos dos Centros de Educação Infantil (CEIs) recebem R$101. Matriculados nas Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) recebem R$63, e do Ensino Fundamental R$55.

 

 

Amanda CastroAmanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.