Câmara analisa projeto que sugere aumentar parcelas do seguro desemprego

O projeto de Lei 3674/20, adiciona uma parcela à mais no seguro desemprego pelo período em que durar o estado de calamidade pública estabelecida pelo governo. Essa condição do país vale até 31 de dezembro de 2020. 

publicidade
Câmara analisa projeto que sugere aumentar parcelas do seguro desemprego
Câmara analisa projeto que sugere aumentar parcelas do seguro desemprego (Foto: Google)

Essa proposta é do deputado Felipe Carreras (PSB-PE), que altera a lei do benefício e está em tramitação na Câmara dos Deputados.

Carreras disse que o benefício ajuda o trabalhador a buscar uma nova colocação profissional.

publicidade

“Em casos de estado de calamidade, a concessão de mais um mês de auxílio permite um alento importante aos trabalhadores do Brasil”, afirmou. 

Como foi dito, o Congresso Nacional reconheceu estado de calamidade pública no Brasil até o mês de dezembro, por conta da pandemia da Covid-19.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego no Brasil subiu 1,2 ponto percentual e ficou em 12,9% no trimestre encerrado em maio último.

É a primeira vez na série histórica iniciada em 2012, em que a parcela de ocupados, 49,5%, foi menor do que a de desocupados entre as pessoas em idade de trabalhar.

Como funciona o seguro desemprego

Hoje, o seguro desemprego poderá ser pago em três ou cinco parcelas mensais. Isso depende do tempo que o trabalhador estava no emprego. 

O seguro desemprego é um auxílio pago aos trabalhadores para que possam se manter por um período enquanto ainda não possuem outro emprego. 

publicidade

O valor a ser pago continuará levando em consideração a média dos salários dos últimos 3 meses anteriores da dispensa do trabalhador. Sendo que o valor máximo a ser recebido não pode ultrapassar R$1.813,03.

Os pescadores artesanais, empregados domésticos e o trabalhador resgatado podem receber até 1 salário mínimo, ou seja, R$1.045.

A primeira parcela é liberada após 30 dias da requisição ou saque da parcela anterior. O trabalhador pode acompanhar a situação de sua parcela por meio dos canais: App CAIXA Trabalhador, Serviço de Atendimento ao Cidadão, pelo 0800 726 0207, ou pelo site www.trabalho.gov.br/seguro-desemprego.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Como solicitar o benefício?

O trabalhador deve solicitar o benefício por meio do portal do governo. Criando um cadastro com seu CPF, nome, telefone e e-mail, e dados do último trabalho. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.