Obtenção da primeira via da CNH é paralisada durante a pandemia. Os jovens que quiseram aproveitar o período da quarentena para tirar suas habilitações estão com problemas. Mediante a proliferação do novo coronavírus, os centros escolares do Detran fecharam suas portas e mesmo com o processo de retomada o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) ainda não está liberando a emissão do documento.   

publicidade
Primeira via da CNH: Veja quais as regras para emitir documento na pandemia
publicidade

Para quem já estava matriculado e teve o processo suspenso, as etapas de retirada da CNH variam de acordo com as determinações do seu estado. Em São Paulo, por exemplo, os centros de ensino reabriram suas portas, mas ainda não é possível liberar a CNH.

O mesmo ocorre no Rio de Janeiro, que retomou as programações gradativamente, mas não têm previsão final para entregar as carteiras aos alunos. 

Novos prazos 

A paulistana Luiza Colmanetti, 21, teve as aulas de sua escola retomadas. Entretanto, foi informada que não poderá concluir sua avaliação.

“Eu fico preocupada, só faltava a prova prática para terminar. Agora vou ter que fazer mais algumas aulas presenciais para relembrar, acabou com o meu ritmo”, afirma em entrevista ao portal Auto Esporte. 

De acordo com as normas do Detran, ela teria até junho deste ano para finalizar todas as etapas de emissão de sua carteira. Entretanto, o período foi prorrogado pelo Contran, determinando uma extensão de 12 para 18 meses.  

O sindicato ainda esclareceu que desde o início da pandemia não está sendo permitida a abertura de novos processos de habilitação junto ao Detran SP”. 

Aulas da CNH em plataformas digitais 

Em Belém do Pará, as aulas presenciais foram transportadas para as plataformas eletrônicas. O Detran da região está concedendo as atividades teóricas por meio de aulas remotas, com a aplicação de apostilas e conteúdos gravados. No entanto, as provas práticas ainda seguem sem data de retorno. 

O Detran-BA autorizou o retorno das aulas e provas práticas. Para isso, criou uma série de regras prevendo novos métodos de higienização dos automóveis e comportamento dos alunos.

O preço de emissão da CNH vai diminuir?  

Não. De acordo com o Detran, os valores para obter o documento continuam os mesmos. “A informação que temos do setor é de que não houve alteração dos valores praticados, até porque as portas das autoescolas ficaram fechadas por mais de 90 dias.” 

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.