INSS contrata 2,9 mil funcionários para zerar fila de pedidos; edital ofereceu 7,4 mil vagas

Foram contratados de forma temporária pelo governo cerca de 2.928 aposentados e militares inativos. O objetivo com essa contratação é reduzir a fila de espera pelos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

INSS contrata 2,9 mil funcionários para zerar fila de pedidos; edital ofereceu 7,4 mil vagas
INSS contrata 2,9 mil funcionários para zerar fila de pedidos; edital ofereceu 7,4 mil vagas (Foto: Google)

O número de contratados é bem menor do que o estava previsto no edital que foi lançado em abril e oferecia 7,4 mil vagas.

O INSS disse em nota que “trabalhou dentro dos prazos previstos em edital e que, portanto, o quantitativo mencionado foi o que cumpriu os requisitos e prazos estipulados”.

De acordo com o órgão não serão realizadas mais contratações nesse processo, pois a medida provisória que previa as admissões não foi votada dentro do prazo. A MP perdeu a validade em 30 de junho. 

A instituição informou que as contratações foram realizadas dentro do período de vigência da medida e por isso continuarão válidas.

Desses 2.928 contratados, 494 são aposentados de carreira do INSS e atuarão exclusivamente na análise de requerimentos.

Os outros 2.434 são militares inativos e aposentados das demais carreiras do serviço público federal, e trabalharão no apoio operacional e no atendimento ao público. Os contratos possuem validade até o dia 31 de dezembro do ano que vem, 2021.

Segundo o INSS, uma partes dos contratados já receberam o treinamento e outra ainda está em fase de treinamento. A expectativa é que eles comecem a exercer suas funções nas próximas semanas. 

O INSS tinha acumulado pedidos de benefícios por conta de estar modernizando o seu sistema, além disso, a reforma da previdência fez com que muitas pessoas dessem entrada no pedido de aposentadoria e acumulasse ainda mais os requerimentos.

Agências

As agências do INSS estão fechadas desde março e estão previstas para abrirem suas portas no dia 3 de agosto. Nessa reabertura será retomado cerca de 80% do atendimento.

Nesta primeira fase de reabertura gradual, serão priorizados os serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional.

Na volta, o atendimento será agendado. As pessoas sem agendamento não serão atendidas nas agências para evitar aglomerações, conforme determinações do Ministério da Saúde.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA