Santander cria oferta de empréstimo para empresas que visam proteção ambiental

O Santander anunciou que está ofertando empréstimos para as empresas brasileiras a juros mais baixos, desde que elas cumpram metas ambientais.

Santander cria oferta de empréstimo para empresas que visam proteção ambiental
Santander cria oferta de empréstimo para empresas que visam proteção ambiental (Photographer: Simon Dawson/Bloomberg via Getty Images)

O banco Santander entrou em atividade no país no ano de 1982. Hoje é o terceiro maior banco privado do Brasil. 

O Santander está em todas as regiões do país, com uma estrutura composta por agências, PABs (Postos de Atendimento Bancário) e máquinas de autoatendimento.

Além de escritórios regionais, centros de tecnologia e unidades culturais. A sede do banco é em São Paulo.

De acordo com o vice-presidente executivo do banco, Mário Opice Leão, o pipeline pode chegar a “bilhões de reais”.

O desconto que ocorre na taxa de juros afeta a rentabilidade do banco, mas permite que estabeleça condições como a de implementação de medidas socioambientais, de acordo com Leão. 

Por agora, o banco vai contabilizar esses empréstimo no balanço patrimonial até o prazo de vencimento.

Já no caso da FS Bioenergia, que foi o primeiro cliente de empréstimo verde, o Santander solicitou maior transparência no relatório de sustentabilidade e certificação da Global Reporting Initiative.

Essa seria a condição para oferecer juros mais baixos em um empréstimo de R$ 180 milhões com vencimento em um ano.

Em paralelo, o Santander trabalha também com um pipeline de emissões externas de US$ 2 bilhões em títulos verdes para grandes empresas brasileiras nos próximos meses, conforme informou o vice presidente do banco. 

As críticas dos investidores institucionais globais sobre a condução das políticas ambientais, feitas pelo governo brasileiro não conseguiram reprimir a demanda em meio à alta liquidez global.

“Os fundos estão com muito caixa, quer seja para sustentabilidade ou não”, afirmou Leão. 

Essa emissão de um título verde ajuda a empresa a acessar diferentes fontes de capital. Os títulos verdes, emitidos recentemente foram no valor de US$ 500 milhões da Rumo, e  atraiu demanda de cerca de US$ 4 bilhões.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.