Caixa admite suspensão de poupanças digitais criadas no Caixa TEM

Nesta terça-feira (21), o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, afirmou que milhares de contas da poupança digital do banco, que são movimentadas pelo Caixa Tem e usadas para o depósito do crédito do auxílio emergencial, foram suspensas por suspeita de fraude.

Caixa admite suspensão de poupanças digitais criadas no Caixa TEM
Caixa admite suspensão de poupanças digitais criadas no Caixa TEM (Foto: Google)

O presidente do banco afirmou em entrevista transmitida no portal InfoMoney que “Todos os bloqueios são suspeita de fraude. Suspendemos centenas de milhares de contas sim, e nesse momento as pessoas podem pedir o desbloqueio”. 

De acordo com Guimarães, o total de contas bloqueadas seria equivalente a cerca de 5% do total de aprovados.

Segundo os executivos, as pessoas que estão com a conta bloqueada terão que comparecer a uma agência da Caixa e comprovar a sua identidade. 

“Quando a pessoa vai à agência e mostra que é ela mesma, nós liberamos rapidamente. Se ela não for, ficará sim bloqueado, porque essa questão de fraude nesse momento de pandemia é inaceitável”, disse.

Além disso, Guimarães apontou que a origem de fraude se iniciou nos cadastramentos do auxílio emergencial. Ele disse ainda que como muitas pessoas não tem celular, a Caixa permitiu que um celular abrisse mais de uma conta e isso colaborou com a fraude.

“Temos as provas de que a grande maioria foram utilizadas por hackers. Mas algumas pessoas são pessoas honestas que foram penalizadas”, afirmou.

Os responsáveis já foram identificados e serão penalizados. O banco recomendou que os beneficiários usem apenas os canais da Caixa para realizar qualquer transação e que não compartilhe dados pessoais. 

A instituição disse que o bloqueio preventivo foi realizado para proteger os clientes. Os trabalhadores que tiveram as contas suspensas receberão a mensagem:

“Procure uma agência da CAIXA com seu documento de identidade para regularizar seu cadastro”, e devem seguir essa orientação para a regularização do acesso e conta.

Os beneficiários do auxílio emergencial e os que têm direito saque emergencial do FGTS, estão reclamando das dificuldades para acessar os seus recursos por meio do aplicativo Caixa Tem. 

Alguns não conseguem se logar no aplicativo, seja para usar o dinheiro ou para consultar o saldo.

Ainda há uma demora para concluir uma transação simples e a fila virtual de acesso persiste com horas de atraso.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.