Atualização cadastral do Bolsa Família foi prorrogada para agosto

De acordo com uma portaria publicada ontem (20) no Diário Oficial da União pelo Ministério da Cidadania, as ações de administração em nível municipal de benefícios do Bolsa Família e as alterações nos cadastros das famílias beneficiárias para a gestão da folha de pagamento do programa assistencial, serão retomadas no mês que vem.

Atualização cadastral do Bolsa Família foi prorrogada para agosto
Atualização cadastral do Bolsa Família foi prorrogada para agosto (Imagem: Google)

Uma outra portaria publicada no mês de maio, tinha determinado que a suspensão nas atualizações nos cadastros do Bolsa Família deveria durar durante o pagamento do auxilio emergencial do governo de R$600.

Segundo a nova portaria publicada ontem, a suspensão durará seis meses da averiguação e revisão cadastral no Bolsa Família. Além do bloqueio, suspensão e cancelamento oriundos do descumprimento das determinações do programa social.

O Ministério da Cidadania alegou que as suspensões tem o objetivo de evitar aglomerações de pessoas, fazendo com que a propagação do coronavírus entre os beneficiários e funcionários dos postos de atendimento não aconteça.

O governo ainda diz que a operação do Bolsa Família e do Cadastro Único está desfalcada por situações ligadas a pandemia como suspensão de aulas, direcionamento de unidades de saúde para atender aos infectados pela Covid-19, e pelo fechamento dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e outros locais de cadastramento.

Calendário Auxilio Emergencial

O novos calendários de pagamento do auxílio emergencial foram divulgados na última sexta, 17. Os pagamentos irão até o final do ano para os últimos aprovados pela Dataprev.

Os novos pagamentos englobam as pessoas que fizeram a solicitação do auxilio através do site e aplicativo e também os inscritos no Cadastro Único, mas que não recebem o Bolsa Família.

O grupo dos trabalhadores do Bolsa Família, recebem de acordo com o calendário original do programa, que fazem os pagamentos sempre nos últimos 10 dias úteis de cada mês, segundo o dígito final do NIS (número de identificação social).

Sendo assim, eles receber mais duas parcelas de R$ 600, seguindo o calendário de pagamentos do próprio programa. Desta forma, a quarta parcela será paga entre 20 e 31 de julho e a quinta parcela será paga entre 18 e 31 de agosto.

O novo calendário divulgado pelo Ministério da Cidadania engloba os pagamentos até a quinta parcela de beneficiários inscritos no programa até 2 de julho, último dia para as inscrições.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.