IPTU 2020 Palmas é prorrogado pela 5ª vez durante a pandemia

A Prefeitura de Palmas decidiu que vai prorrogar mais uma vez o prazo de pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU 2020). O vencimento do tributo estava previsto para esta quarta-feira (15), porém o pagamento poderá ser realizado no dia 15 de agosto com 30% de desconto. 

IPTU 2020 Palmas é prorrogado pela 5ª vez durante a pandemia; veja nova data
IPTU 2020 Palmas é prorrogado pela 5ª vez durante a pandemia; veja nova data (Foto: Google)

É a quinta vez que o município adia o pagamento do imposto. O decreto foi publicado em uma edição extra do Diário Oficial do Município, na quinta-feira (16).

De acordo com a prefeitura, essa medida é por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus e pelo estado de calamidade pública decretado na capital.

Se o contribuinte quiser dividir o imposto, as parcelas dos meses anteriores vão vencer no dia 15 de agosto. Já para as demais, os vencimentos continuam seguindo o cronograma inicial até o mês de dezembro.

Essa prorrogação se aplica ao pagamento da Taxa de Coleta de Lixo e da Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP).

Como emitir um novo boleto

Para emitir uma nova guia de pagamento do IPTU 2020 Palmas, o morador precisa acessar a área do contribuinte disposta no site da prefeitura.

O acesso ao código de barras é permitido com o número do CPF do proprietário do imóvel, ou com o CNPJ no caso de empresas. Após inserir essa informação, os dados são apresentados e os boletos disponíveis para impressão.

Cobrança do IPTU 2020

O IPTU 2020 é cobrado pela prefeitura de cada município e deve ser pago por aqueles que possuem um imóvel em área urbana, seja ele uma casa, apartamento, sala comercial ou outros tipos de propriedade. 

O que for arrecadado com o pagamento é investido nas áreas públicas da cidade. O valor varia de acordo com a legislação municipal e o valor venal do imóvel, que é utilizado como base para o cálculo do valor a ser pago pelo contribuinte. 

Os contribuintes precisam realizar o pagamento do IPTU, pois se ficar em dívida terão o acréscimo de multa e de juros pelo período de inadimplência. 

O contribuinte não conseguirá realizar a negociação do imóvel ou colocá-lo à venda. Alguns imóveis chegam a ir a leilão para que a prefeitura receba esse dinheiro.

O nome do proprietário do imóvel será inscrito em dívida ativa e a solicitação de crédito nos bancos poderá ser negada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA