PONTOS CHAVES

  • Meu INSS é o portal que reúne os serviços do instituto
  • Atestado médico pode ser enviado pelo aplicativo e site 
  • Conheça alguns dos serviços oferecidos pelo Meu INSS

Devido a pandemia do coronavírus, as agências do INSS foram fechadas e a nova previsão de reabertura é para o próximo dia 13. Até lá, os agendamentos e pendências estão sendo tratados através do aplicativo e site Meu INSS, que reúne todos os serviços do instituto em um só lugar. Saiba mais detalhes.

publicidade
Agendamento INSS: Agências serão abertas dia 13; veja como realizar serviços
Agendamento INSS: Agências serão abertas dia 13; veja como realizar serviços (Imagem: FDR)
publicidade

Como acessar o Meu INSS?

O Meu INSS pode ser acessado através do computador e também pelo aplicativo para celular. O portal agiliza o tempo de quem precisa fazer agendamentos, solicitar benefícios, serviços e realizar consultas.

É possível também ligar para o telefone 135, de segunda à sábado, de 7h às 22h (horário de Brasília).

Se cadastrando no Meu INSS

Para realizar o cadastro no Meu INSS, você vai precisar informar seu CPF, nome completo, data e local de nascimento e nome da mãe. Após isso será gerado um código de acesso provisório. Nesse momento você deve fazer login, com a senha provisória.

Logo em seguida, aparecerá mensagem informando que é necessário que você crie sua própria senha, que deve ser: alfanumérica, (Exemplo: soufeliz1).

Alguns serviços realizados através do portal

Atestado Médico

Os segurados que precisarem, devem enviar o atestado médico através do site ou app Meu INSS, fazendo com que não seja necessário a ida até uma agência para passar por perícia médica.

O instituto reforçou que desde que as agências foram fechadas, os segurados foram dispensados de realizar a perícia médica presencial para receber a antecipação do auxílio doença que equivale a um salário mínimo.

Porém, toda a análise de requisições de benefícios permanece sendo realizada através dos atestados que são enviados pela internet no aplicativo ou site.

Aposentadorias Urbanas

Escolhendo essa opção, vão ser mostradas duas alternativas: Aposentadoria por Idade Urbana e Aposentadoria por Tempo de Contribuição. Por aqui, é feita então uma busca nos sistemas do INSS para saber se o benefício já pode ser concedido automaticamente. Caso não seja possível, basta acompanhar, com o número do protocolo de requerimento, o andamento do pedido pelo Meu INSS ou telefone 135.

Salário Maternidade

Quando é pedido o benefício, é realizada uma pesquisa nos sistemas do INSS para saber se ele já pode ser aprovado de forma automática. Se não for possível, basta também acompanhar, sempre com o número do protocolo de requerimento, o andamento do pedido pelo Meu INSS ou telefone 135.

Extrato Previdenciário (CNIS)

Clicando aqui, o beneficiário vai obter histórico de toda sua situação contributiva na ativa, seja como empregado, individual, empresário, doméstico e também sobre o aposentado. Possibilita o trabalhador saber todos os meses se a empresa está repassando a contribuição e se os recolhimentos estão sendo feitos de forma correta.

Calculadoras

Esta ferramenta realiza uma busca automática de todas as informações e dados de vínculos do segurado registrados nos sistemas do INSS para calcular o tempo de contribuição, ou seja, quanto tempo falta para o segurado se aposentar.

Agendamentos/Requerimentos

Aqui o trabalhador pode agendar um atendimento presencial e também acompanhar o andamento do seu requerimento.

Extrato de Pagamento de Benefício

Esse histórico é usado para comprovar que a pessoa recebe benefício do INSS e mostra sua renda mensal. O documento é válido para fins legais como abertura de conta em bancos, abertura de crediário, empréstimo consignado, gratuidade para idosos no transporte interestadual, programas educacionais, e também para outros fins. Detalha valores, o banco e data de pagamento do benefício.

Resultado de Requerimento/Benefício por Incapacidade

É o documento onde consta se o segurado foi considerado capacitado ou não para o trabalho. Esse serviço se destina às pessoas que solicitaram auxílio-doença ou outro benefício por incapacidade e passaram por perícia médica no INSS.

Extrato de Empréstimo Consignado

Com esse extrato é o segurado consegue consultar todo histórico de créditos consignados feito com desconto no benefício previdenciário, como também  outras informações como a margem da consignação atual, valores de parcela e prazo.

Extrato para Imposto de Renda (IR)

É utilizado pelos beneficiários do INSS que precisam declarar imposto de renda (IR).

Declaração de Benefício – Consta/Nada Consta

Essa declaração é a que informa a existência ou não de algum benefício em seu CPF. Alguns órgãos de governo costumam exigir a apresentação desse ‘Nada Consta’.

Consultar Revisão de Benefício – Artigo 29

Opção para saber se o benefício está listado para revisão quanto à fórmula de cálculo. Só para os enquadrados no artigo 29, II da Lei 9876/76.

Encontre uma agência

Localizador para que você encontre uma unidade mais próxima de onde você está.

Alterar Dados de Contato

Por aqui, é possível atualizar dados de contato pessoais como endereço, telefone e e-mail. É possível também, incluir um endereço secundário, que pode ser inclusive um endereço de segurado em país estrangeiro.

Imagem Google

Peritos são contra o retorno

Os peritos médicos do INSS fizeram um pedido ao Ministério da Economia para que a reabertura seja suspensa, alegando que as aglomerações podem vir a acontecer principalmente de pessoas do grupo de risco.

Os peritos querem voltar ao trabalho presencial somente quando o “estoque” de processos administrativos que ainda dependem de análises prévias, tenham sido reduzidos na quantidade mínima que se possa evitar as aglomerações nas unidades.

Ao ser questionada, a Secretaria de Previdência e Trabalho disse que a data da volta gradual dos atendimentos, a partir do dia 13 de julho, foi decidida com base nas orientações de segurança sanitária determinadas pelo Ministério da Saúde e o plano de ação elaborado pelo grupo de trabalho instituído com essa finalidade.

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.