PONTOS CHAVES

  • O INSS está com diversos pedidos represados desde o ano passado
  • Esse aumento também aumentou o período de espera que era de 45 dias e hoje está em 90
  • As agências do órgão estão fechadas e devem reabrir no dia 13 de julho

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ainda está com cerca de 905 mil pedidos de benefícios represados, que dependem de algum tipo de ação por parte dos segurados para que possam fazer a avaliação final. Por isso, cabe ao requerente acompanhar seu pedido para enviar os documentos necessários, e evitar ficar mais tempo na fila. 

publicidade
Pedido do INSS atrasado? Veja como acelerar a liberação do salário
Pedido do INSS atrasado? Veja como acelerar a liberação do salário (Foto: FDR)
publicidade

Cerca de 472 mil benefícios estão aguardando a análise inicial do órgão. Segundo o instituto, o tempo médio de conclusão atualmente é de 57 dias.

Mas por lei, o período que o INSS deveria dar uma resposta para o beneficiário seria de no máximo 45 dias.

Um dos motivos que justificam essa demora, segundo o INSS, é que a instituição estava reformulando o seu sistema e depois com a reforma da previdência o número de pedidos aumentou significativamente.

Auxílio doença do INSS

Pedido do INSS atrasado? Veja como acelerar a liberação do salário
Pedido do INSS atrasado? Veja como acelerar a liberação do salário (Foto:Google)

Os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), recebem o auxílio doença se ficarem impedidos de trabalhar por conta de doença ou de acidente, por mais de 15 dias consecutivos.

Para receber o benefício é necessário que o trabalhador passe por uma perícia médica, mas até o momento, essas perícias estão suspensas por conta da pandemia causada pelo coronavírus.

Agora, o pedido é realizado totalmente online com a apresentação de um laudo ou atestado médico junto com a solicitação do benefício. 

Como solicitar?

Na tela principal do aplicativo, irá aparecer os serviços mais utilizados pelos trabalhadores e em destaque os ícones dos serviços que mais são procurados pelos usuários.

Sendo assim, o Meu INSS irá apresentar o tempo que falta para o contribuinte se aposentar por idade e outro por tempo de contribuição.

Para poder solicitar o beneficiário deve acessar o Meu INSS, depois fazer login no sistema e escolha a opção “Agende sua Perícia”, no menu lateral esquerdo.

Clique em “Agendar Novo”, para primeiro pedido ou em “Agendar Prorrogação” para prorrogar o benefício.

Acompanhe o andamento pelo Meu INSS, na opção “Resultado de Requerimento/Benefício por Incapacidade”.Caso seja necessário deve enviar laudo médico pelo aplicativo.

Como enviar o atestado pelo aplicativo?

1) Acesse o Meu INSS, pelo gov.br/meuinss ou pelo aplicativo e selecione a opção “Agendar Perícia”.

2) Selecione a opção “Perícia Inicial” e, em seguida, clique em “Selecionar”.

3) Na pergunta “Você possui atestado médico”, selecione “SIM” e clique em continuar.

4) Preencha as informações pedidas e clique em “Avançar”.

5) Em “Anexos”, clique no sinal + para inserir o documento.

6) Na tela que se abre, clique em “Anexar”.

7) Agora basta selecionar o documento (seu atestado médico) que você quer anexar, clicar em “Abrir” e, em seguida, em “Enviar”.

8) Depois, selecione a agência do INSS desejada e clique em “Avançar”.

OBS: Essa será a agência onde o benefício será mantido. O INSS ressalta que o atendimento nas agências está suspenso temporariamente.

9) Marque a opção “Declaro que li e concordo com as informações acima” e clique em “Avançar”.

10) Se desejar, clique em “Gerar Comprovante” para que você o salve em seu computador ou celular.

Agências do INSS

O atendimento presencial foi suspenso no final de março, para evitar aglomeração nas agências e assim não disseminar o coronavírus.

As agências ficarão fechadas até o dia 13 de julho, porém, os servidores ainda estão trabalhando de maneira remota em suas casas. Por isso, o atendimento está sendo realizado todo pela internet.

O governo deve detalhar as diretrizes e protocolos que devem ser seguidos para que o segurado seja atendido com segurança e conforto nas unidades. Essas medidas tem como objetivo proteger as pessoas durante o período de enfrentamento do coronavírus. 

Nesta primeira fase, de reabertura gradual, serão priorizados os serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional.

Com o retorno destes serviços a ideia é acelerar os processos, uma vez que precisam essencialmente do atendimento presencial.

Atualmente, para qualquer um desses serviços pode ser realizado o agendamento pelo Meu INSS, ou pelo telefone 135. 

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.