publicidade

O INSS vai prorrogar pelo período de mais três meses a antecipação de um salário mínimo de R$1.045 mensal para os trabalhadores que estão na fila esperando a aprovação do seu auxílio-doença, ou que solicitarem o benefício neste período de pandemia. 

INSS deve prorrogar prazo de antecipação do auxílio doença e BPC
INSS prorroga prazo de antecipação do auxílio doença e BPC (Foto: FDR)
publicidade

Desde o mês de abril, uma portaria tinha permitido que fosse realizada essa antecipação pelo período de três meses, por conta da pandemia.

De acordo com fontes do governo, é entendido que ainda se torna necessário evitar que as pessoas se exponham ao vírus e saiam de casa para ter que encaminhar esses auxílios.

A antecipação deve ocorrer até o mês de setembro, quando acaba o prazo de extensão de três meses. Essa prorrogação também é válida para o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

As agências do INSS estão fechadas desde março e estão previstas para abrirem suas portas no dia 13 de julho. Nessa reabertura será retomado cerca de 80% do atendimento.

Na primeira fase de reabertura gradual, serão priorizados os serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional.

Com o retorno destes atendimentos a ideia é acelerar os processos, uma vez que precisam essencialmente do atendimento presencial.

Na volta, o atendimento será agendado, as pessoas sem agendamento não serão atendidas para evitar aglomerações, conforme determinações do Ministério da Saúde. Já que a maioria dos atendidos pelo órgão são idosos que estão no grupo de risco do coronavírus.

Segundo informações de fontes do Instituto, essa retomada será de 60% das agências e todas as cidades grandes voltarão a ter atendimento. Os funcionários que são do grupo de risco vão continuar trabalhando de forma remota em casa. 

Em áreas remotas da Amazônia, onde as comunidades ribeirinhas dependem de atendimento por meio de barco, o INSS já retomou os atendimentos físicos há duas semanas, tomando todos os cuidados preventivos como o uso de máscaras e álcool em gel para os funcionários.

Os serviços que não estiverem disponíveis de forma presencial neste primeiro momento, continuam pelos canais na internet pelo Meu INSS (gov.br/meuinss), site e aplicativo) ou pelo telefone 135. 

COMENTÁRIOS

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.

VEJA TAMBÉM