Bolsonaro não vai pagar R$600 nas futuras parcelas do auxílio emergencial; quanto você vai receber?

PONTOS CHAVES

  • O Presidente Jair Bolsonaro quer negociar o pagamento de mais cotas do auxílio
  • Inicialmente seriam realizados o pagamento de três parcelas
  • Caso sejam aprovadas as próximas parcelas, estas terão o seu valor reduzido pela metade
publicidade

Nesta segunda-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro, afirmou que o governo vai negociar com a Câmara e com o Senado um valor novo para mais duas parcelas do auxílio emergencial, repassado pelo governo por conta da pandemia causada pelo coronavírus. Apesar disso, o governo não vai conseguir manter a ajuda no valor atual de R$600.

Bolsonaro não vai pagar R$600 nas futuras parcelas do auxílio emergencial; quanto você vai receber?
Bolsonaro não vai pagar R$600 nas futuras parcelas do auxílio emergencial; quanto você vai receber? (Foto: Google)

Em entrevista ao canal TV AgroMais, da TV Bandeirante, o presidente disse que “União não aguenta outro desse mesmo montante que por mês nos custa cerca de 50 bilhões de reais. Se o país se endividar demais, vamos ter problema. Vai ser negociado com a Câmara, presidente da Câmara, presidente do Senado, um valor um pouco mais baixo e prorrogar por mais dois meses, talvez a gente suporte, mas não o valor cheio de 600 reais”, disse.

publicidade

Já o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou no sábado (20) que o valor a ser pago deve ser o de R$600 reais nas futuras parcelas do auxílio emergencial.

No Twitter ele declarou que “A todos que me perguntam sobre o auxílio emergencial: sou a favor da prorrogação do auxílio de R$600 por mais dois ou três meses”, afirmou.

De acordo com ele, todos os indicadores apontam para uma forte queda da atividade econômica no terceiro trimestre. E o auxílio serviria para fomentar a economia nesse período crítico. 

Pagamentos Bolsa Família

Bolsonaro não vai pagar R$600 nas futuras parcelas do auxílio emergencial; quanto você vai receber?
Bolsonaro não vai pagar R$600 nas futuras parcelas do auxílio emergencial; quanto você vai receber? (Foto:Google)

O Bolsa Família é um benefício que foi criado no ano de 2003, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após Lula propor a junção de outros benefício para compor o programa.

Seu objetivo é fazer a transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e extrema pobreza no país. Os beneficiários do programa Bolsa Família são os primeiros a receber a terceira parcela de R$600.

publicidade

O pagamento para os beneficiários do Bolsa Família, segue o calendário regular de pagamento do programa, que é realizado nos dez últimos dias úteis de cada mês, de forma escalonada, de acordo com o NIS (Número de Identificação Social). 

Calendário da terceira parcela para o Bolsa Família

  • Quarta-feira (17) – NIS final 1
  • Quinta-feira (18) – NIS final 2
  • Sexta-feira (19) – NIS final 3
  • Segunda-feira (22) – NIS final 4
  • Terça-feira (23) – NIS final 5
  • Quarta-feira (24) – NIS final 6
  • Quinta-feira (25) – NIS final 7
  • Sexta-feira (26) – NIS final 8
  • Segunda-feira (29) – NIS final 9
  • Terça-feira (30) – NIS final 0

O governo federal e a Caixa ainda não divulgaram o calendário da 3ª parcela para os demais cadastrados pelo aplicativo e site do banco, ou pelo CadÚnico. Esses devem esperar para ver qual será a medida tomada.

publicidade

Assim como aconteceu com a segunda parcela, o pagamento para esses grupos deverá ser realizado por meio do aplicativo da Caixa Tem.

Nos dias iniciais, será permitido apenas o pagamento de boletos, compras online ou compras em maquininhas de cartão. As transferências e saques serão liberados no mesmo dia do depósito.

Quando outros grupos receberão o auxílio emergencial?

Os outros grupos, só receberam as duas primeiras parcelas até agora e não tem previsão para que seja pago a última parcela. Segundo o presidente da Caixa Pedro Guimarães, o calendário seria disponibilizado em breve, mas até agora os beneficiários estão sem previsão de recebimento.

publicidade

Alguns ainda estão tendo os seus cadastros aprovados e o dinheiro está sendo liberado conforme o Dataprev está enviando esses dados para o Ministério da Cidadania.

Cartão de Débito Virtual

A Caixa informou que é possível utilizar o auxílio por meio do cartão de débito virtual. Com ele é possível usar os R$600 para realizar a compra pela internet em mais de mil sites e aplicativos, além de poder pagar contas de água e luz.

Por agora, o cartão só está disponível para os beneficiários do Auxílio Emergencial, e do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm). 

publicidade

Para solicitar o cartão é preciso ter o aplicativo da Caixa tem. Após acessar, na tela inicial terá um ícone denominado “Cartão de Débito Virtual” e clicar, após isso, vai abrir uma página como se fosse uma troca de mensagem.

É só clicar na opção “Usar agora meu Cartão de Débito Virtual”. O aplicativo vai solicitar a senha de acesso que você cadastrou para entrar no aplicativo.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Ao informar a senha, aparecerá uma imagem com as informações do seu cartão, como número, nome, validade e código de segurança. Basta digitar corretamente conforme orientação da loja.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.