Bolsa Família paga mais um grupo nesta segunda-feira; veja quem recebe!

A semana começa com mais uma liberação da terceira parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família. Hoje (22), recebem os inscritos que possuem o NIS (Número de Identificação Social) final 4. Na semana passada, a terceira parcela foi liberada para os NIS com finais de 1 a 3, que ainda podem receber nos próximos dias.

Bolsa Família paga mais um grupo nesta segunda-feira; veja quem recebe!
Bolsa Família paga mais um grupo nesta segunda-feira; veja quem recebe! (Ilustração: FDR)
publicidade

Para algumas famílias o valor do Bolsa Família foi substituído pelo do auxílio emergencial. Para que isso aconteça, o beneficiário do programa assistencial precisa se enquadrar nas regras dos auxilio.

O calendário de pagamentos para os inscritos no Bolsa Família é diferente dos demais, pois segue as datas originais do programa assistencial. Os saques são liberados de acordo com o digito final do NIS.

Calendário completo da terceira parcela do auxílio para beneficiários do Bolsa Família:

Semana Passada

  • NIS 1: 17 de junho (qua)
  • NIS 2: 18 de junho (qui)
  • NIS 3: 19 de junho (sex)

Pagamentos desta semana

  • NIS 4: 22 de junho (seg)
  • NIS 5: 23 de junho (ter)
  • NIS 6: 24 de junho (qua)
  • NIS 7: 25 de junho (qui)
  • NIS 8: 26 de junho (sex)
  • NIS 9: 29 de junho (seg)
  • NIS 0: 30 de junho (ter)

O valor do auxílio pode ser sacado com o cartão do Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.

Quem pode receber o auxilio emergencial do governo:

  • Trabalhadores por conta própria sem vínculo de emprego formal, que não possui carteira assinada;
  • Maiores de 18 anos e com o nome no Cadastro Único (CadÚnico), do Ministério da Cidadania. Renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda mensal familiar de no máximo três salários (R$ 3.135). O auxílio será pago a até duas pessoas da mesma família;
  • Trabalhadores intermitentes, que são aqueles que prestam serviço por horas, dias ou meses para mais de um empregador. É necessário ser maior de idade e estar inscrito no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) da Previdência Social, seguindo os critérios de renda citados;
  • O auxílio emergencial pode ser pago a até duas pessoas de uma mesma família, com renda de até três salários mínimos, por três meses;
  • Não é permitido receber nenhum outro tipo de benefício do governo, com exceção do Bolsa Família
  • Para mulheres responsáveis sozinhas pela renda familiar vão receber duas cotas do benefício, totalizando R$ 1.200. Para fazer jus ao auxílio financeiro emergencial, ela também precisa cumprir os critérios de renda.

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.