Valor do salário mínimo 2021 deve ficar abaixo do previsto pelo governo; entenda o motivo!

Trabalhadores terão reajuste negativo com o novo valor do salário mínimo. De acordo com as atuais estimativas do governo federal, o valor do piso nacional em 2021 ficará abaixo do previsto. Enviado para o Congresso em abril, o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) previa um pagamento de R$ 1.079. Entretanto, com a crise do novo coronavírus, acredita-se que esse número será reduzido.  

Valor do salário mínimo deve ficar abaixo do previsto pelo governo; entenda o motivo! (Imagem: Reprodução - Google)
Valor do salário mínimo deve ficar abaixo do previsto pelo governo; entenda o motivo! (Imagem: Reprodução – Google)

Uma das justificativas para esse reajuste inferior é que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), conhecido como inflação para famílias de baixa renda, ficaria em 3,19% em 2020.

Porém, segundo o último boletim liberado pelo Ministério da Economia, a taxa foi alterada para 2,45%, como um dos efeitos da pandemia.  

Se as estimativas forem confirmadas, o pagamento do salário mínimo que seria de R$ 1.079, passará a ficar em R$ 1.070. Desse modo, o governo federal terá uma redução de gasto nos cofres públicos, tendo em vista que a quantia é utilizada como base para ofertar as pensões e aposentadorias do INSS 

Análise dos especialistas sobre o valor do salário mínimo

De acordo com André Braz, coordenador do IPC do FGV IBRE, a decisão do poder público também irá priorizar o orçamento da União.

Ele explica que, com a criação do auxílio emergencial, o ministério da economia vem tendo gastos não previstos na folha de pagamento e por isso, desejará minimizar as liberações do próximo ano.  

“Se mantiver os R$ 1.079, vai ter um impacto no Orçamento muito grande. Então, provavelmente alguma revisão deve ser feita”, disse o economista. 

Poder de compra do brasileiro

Questionado sobre o impacto do reajuste no bolso das famílias, Braz explicou que se trata de uma medida de devolução.

Apesar do acréscimo em comparação com o pagamento atual, os brasileiros terão que lidar com produtos mais caros, uma vez em que as taxas da inflação estão mais altas.  

“O que se está fazendo é devolver para as famílias o poder de compra que a inflação comeu. A pessoa pode estar ganhando algumas notas a mais, mas é justamente essas notas que a inflação ‘destruiu’ no ano anterior”, explicou.  

A decisão final do novo salário mínimo só deverá ser publicada no mês de dezembro, quando o INPC for fechado.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.