Goiânia divulga plano de reabertura do comércio nesta sexta-feira

Cidades brasileiras começam a reabrir as portas pós período de isolamento social. Nesta sexta-feira (19), a prefeitura municipal de Goiânia (GO) irá liberar as regras de retomada do comércio. De acordo com a última reunião do Comitê de Crise, realizada nessa quinta-feira (18), serão permitidos o funcionamento de centros de compras e celebrações religiosas sob um regime especial.  

Goiânia divulga plano de reabertura do comércio nesta sexta-feira (Imagem: Reprodução - Google)
Goiânia divulga plano de reabertura do comércio nesta sexta-feira (Imagem: Reprodução – Google)

Prefeito da cidade, Iris Rezende (MDB) assinou o decreto que libera algumas atividades na última semana e deverá fazer o pronunciamento oficial hoje. Segundo ele, a decisão foi motivada por uma necessidade econômica, mas não deverá pôr em risco a vida dos cidadãos.  

“Estamos promovendo uma reabertura, tudo dentro de estudos profundos. Vamos dar preferência a abrir determinador segmentos primeiro, como abrir, como se comportar dentro daquele estabelecimento, o funcionário ou quem for ali fazer uma compra, uso de máscara, de tudo para não permitir que essa reabertura provoque um aumento aqui da propagação desse vírus”, disse o prefeito.  

Saiba o que funcionará em Goiânia 

De acordo com o decreto, shoppings, galerias comerciais e comércios varejistas e atacadistas poderão reabrir a partir da próxima segunda-feira (22). No entanto, o funcionamento será de forma diferente.

Para os centros de compras, não será permitido a permanência das pessoas. A venda de produtos precisará ser feita através de um esquema de drive thru, de modo que não aumente a contaminação do vírus.  

Praças de alimentação, cinema e demais setores de entretenimento deverão permanecer fechados. Já para as missas e demais celebrações religiosas, será permitida a realização apenas duas vezes por semana, respeitando o distanciamento entre os fiéis e ofertando álcool em gel para a higienização e lavagem das mãos.  

Além disso, a prefeitura também estará realizando fiscalização dos espaços públicos e fica proibida a circulação de qualquer indivíduo sem a utilização da máscara de proteção. Aqueles que descumprirem a lei ficarão sujeitos a pagar uma multa no valor de R$ 627. 

No que diz respeito a eventos públicos ou privados como shows, peças teatrais e demais atividades, ainda não há uma previsão de retorno para Goiânia. Para esse setor, acredita-se que a retomada só será realizada no segundo semestre, a depender do controle da doença. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.