Auxílio emergencial é fraudado mais uma vez. Nessa semana, uma reportagem especial do Portal Exame, mostrou que os beneficiários que receberam a segunda parcela dos R$600 por meio do Caixa Tem tiveram o dinheiro roubado. De acordo com o texto, entre o período do envio online até a data final de saque, criminosos estão usando o cadastro dos segurados para repassar o valor para suas contas. Separamos alguns casos para você ficar ciente sobre os devidos cuidados, confira.  

publicidade
Urgente! Brasileiros denunciam golpe que rouba R$600 do auxílio emergencial (Imagem: Reprodução - Google)
Urgente! Brasileiros denunciam golpe que rouba R$600 do auxílio emergencial (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Nane Barbosa, de 31 anos, foi uma das vítimas do golpe. De acordo com a produtora cultural, seu benefício foi transferido para outra conta sem sua aprovação. Ela explicou que, ao tentar sacar o valor na data determinada pela Caixa, foi informada que a quantia não estava mais presente em sua conta.

A instituição disse a cidadã que seu CPF já tinha sido cadastrado com um e-mail e telefone que não eram dela, e por isso, o benefício estava indisponível para saque naquele momento.  

— Quando consegui entrar no aplicativo tinha um pagamento de um boleto que zerou a conta. E o pior é que o aplicativo não mostra detalhes das transações, como o número do boleto. Quando liguei para a Caixa, me informaram que tenho que fazer contestação de movimentação pessoalmente na agência. Mas tenho medo de sair na rua, pois tenho pais idosos — conta a trabalhadora. 

O que aconteceu foi que, ao modificar os dados de cadastro, os ladrões transferiram sua quantia para uma conta em que a beneficiária não tivesse acesso. Em entrevista ao Exame, ela explicou que até o momento não conseguiu reaver a situação e que teme que o mesmo ocorra na terceira parcela.  

— Não existe nenhuma arquitetura de segurança digital. Dois dias depois que eu consegui o acesso à minha conta, mudaram meu acesso de novo. E a Caixa não avisa que houve uma mudança. Então quando a nova parcela cair, pode ser que eu não consiga entrar na conta. 

Posicionamento da Caixa sobre as falhas no auxílio emergencial

Questionada sobre as mudanças nas contas dos segurados e número de fraudes, a Caixa não quis se manifestar a respeito. Até o fechamento desta reportagem, a instituição não apresentou nenhum posicionamento ou possível solução para quem teve a quantia roubada.  

Já a polícia federal, informou que está ciente do ocorrido e que sua equipe vem se movimentando para resolver e prevenir qualquer crime que envolva o auxílio emergencial.  

 

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.