Minha Casa Minha Vida mantém índice de vendas durante a quarentena

Mesmo com período de crise, solicitações do Minha Casa Minha Vida seguem com alta demanda. Nem a fase de instabilidade econômica foi capaz de reduzir a procura de financiamentos de imóveis em parceria com o governo federal. De acordo com a administração do MCMV, o programa habitacional segue mantendo um fluxo continuo de propostas para a compra de casas ou apartamentos de médio e alto padrão.  

Minha Casa Minha Vida mantém vendas durante a quarentena? Saiba aqui (Imagem: Reprodução - Google)
Minha Casa Minha Vida mantém índice de vendas durante a quarentena (Imagem: Reprodução – Google)

Acredita-se que, com o aumento do tempo em casa, devido a necessidade do isolamento social, muitos cidadãos passaram a repensar as condições em que vivem, reconsiderando as parcelas de aluguel. Alguns alegam que, o valor pago mensalmente poderia ser investido em um benefício próprio de posse permanente.  

Além disso, com a baixa da taxa básica de juros (Selic), as propostas apresentam descontos e benefícios que tornam o negócio ainda mais lucrativo.

Para quem deseja realizar o sonho da casa própria e tem condições financeiras de custear as parcelas, investir no Minha Casa Minha Vida nesse momento é uma ótima oportunidade, tendo em vista que os valores estão em baixa no mercado imobiliário.  

Como funciona o Minha Casa Minha Vida 

É importante lembrar que o MCMV apresenta diferentes formas de financiamentos e todas elas levam em consideração a renda recebida pelo contratante. Saiba mais sobre as faixas: 

Faixa de renda básica 

Essa categoria é destinada para quem tem um rendimento mensal de R$ 1.800. Nesse caso, o financiamento pode ocorrer com até 60% de subsídio e o parcelamento será feito em até 120 meses. A prestação apresentará um valor máximo de R$ 270.  

Faixa de rendimento elevado  

No caso das pessoas com um recebimento acima de R$ 1.800, podendo chegar até a R$ 9 mil, é possível comprar um imóvel diretamente com as empresas que trabalham em parceria com o programa. Há uma série de construtoras que fornecem a venda dos bens pelo MCMV, ofertando descontos e parcelamentos mais longos.  

Os valores e formas de negociações variam de acordo com cada empresa, mas podem ser acordados em comum acordo com os clientes. Na simulação são levados em considerações o local do imóvel, tamanho, se a área é bem valorizada e mais.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.